Resumo do livro A coesão textual, Koch.I.V

1137 palavras 5 páginas
Leitura e produção de textos acadêmicos

1º Período de Engenharia Civil

24/04/2014
Laiane Prado Martins

RESUMO
Koch, I.V. A coesão textual. São Paulo: Contexto, 1994.
A linguística textual, quando foi criada para explicar os fenômenos sintático-semânticos que ocorria em somente uma frase ou até mesmo em uma sequencia delas, o que podemos chamar de texto. Com estudos linguísticos, aquele s que ficaram com a parte da gramática descobriram que ela tem como objetivo apresentar como um texto é constituído em cada língua. Nas tendências da linguística textual , tem-se várias vertentes, como a de Beaugrande e Dressler, que seu maior estudo é na coerência e no processamento do texto; a de Givón e outros estudiosos filiados á linha americana da Análise do Discurso, que se preocuparam com as formas de construção linguística do texto enquanto sequencia de frases, e também com o lado do processamento cognitivo do texto; Weinrich, que em seus trabalhos tinha como objetivo a construção de uma macrossintaxe do discurso. Para ele, toda linguística é necessariamente, linguística de texto. Temos também a vertente de Van Dijk, que é mail voltado para a parte das tipologias dos textos; PetÖfi, que elaborou uma teoria visando o relacionamento entre a estrutura de um texto e a interpretação extensional do mundo. Sua parte é voltada para a compreensão e produção de textos. A ultima vertente é a de Shmidt, cujo

Relacionados

  • Resumo do livro freakonomics
    1407 palavras | 6 páginas
  • resumo do livro construtivismo
    2474 palavras | 10 páginas
  • "A coesão textual" resumo topicalizado
    1575 palavras | 7 páginas
  • Resumo do livro budapeste
    1346 palavras | 6 páginas
  • Resumo do livro 1808
    1294 palavras | 6 páginas
  • Coesão textual
    1707 palavras | 7 páginas
  • Resumo do livro luciola
    871 palavras | 4 páginas
  • Coesão e coerência textual
    4958 palavras | 20 páginas
  • Coesão Textual: conectivos
    4653 palavras | 19 páginas