Resumo do livro a bagaceira

1867 palavras 8 páginas
Resumo de “A Bagaceira” A Bagaceira é uma obra que espelha fatos da realidade nordestina, nos anos trinta, com a linguagem característica da região, em que se consagra o autor com o seu estilo renovador. O romance se passa entre 1898 e 1915, os dois períodos de seca. Tangidos pelo sol implacável, Valentim Pereira, sua filha Soledade e o afilhado Pirunga abandonam a fazenda do Bondó, na zona do sertão. Valentim por si só ficaria no Bondó, ninguém o tiraria de lá, mas ele não se julgava no direito de sacrificar a filha e por amor a ela, desceu para o brejo. Todos se encaminham para as regiões dos engenhos, no brejo, onde encontram acolhida no engenho Marzagão, de propriedade de Dagoberto Marçau, que observando um bando de retirantes que atravessam suas terras por causa da seca passou a recebe-los. Pois mesmo o engenho estando em crise, ele se localizava em uma região menos seca da Paraíba. Dagoberto teve sua mulher falecida por causa do nascimento do único filho, Lúcio, que está aproveitando as férias da faculdade, pois faz direito na capital. Em meio a tantos retirantes que se procuravam uma colocação na fazendo de Marzagão estava a família de Valentim Pereira. O feitor da fazenda, Manoel Broca, não simpatizou com Valentim, mas na hora em que Dagoberto, o patrão, pois o olho na filha de Valentim, Soledade, logo tratou de arranchar a miserável família. Valentim é um homem do sertão, rígido em seus valores e muito orgulhoso. Pirunga foi criado por Valentim, acompanha a

Relacionados

  • Segunda fase do modernismo
    2616 palavras | 11 páginas
  • Metodologia científica: o que é fichamento, resenha, resumo, sinopse, resenha crítica, esquemas
    4219 palavras | 17 páginas
  • QUESTÃO DE GENERO NA OBRA O QUINZE DE RACHEL DE QUEIROZ UMA ANÁLISE DA EMANCIPAÇÃO DA PERSONAGEM CONCEIÇÃO
    7039 palavras | 29 páginas
  • chiquinho
    17195 palavras | 69 páginas
  • Tcc literatura ensino medio
    20050 palavras | 81 páginas
  • Cultura Indigena A influência no Brasil
    8562 palavras | 35 páginas
  • Regionalismo
    12945 palavras | 52 páginas
  • O PAPEL DO PROFESSOR NA DITADURA MILITAR DE ACORDO COM AS ENCICLOPÉDIAS NACIONAIS DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA ELABORADAS NO PERÍODO DE 1964 - 1985
    20015 palavras | 81 páginas