Resumo do livro "trama das imagens"

955 palavras 4 páginas
Resumo do livro “A Trama Das Imagens”
Arte, pensamento e criação

O século XX mostrará um embate contra a visão cientifica que imperava no conceito de representação. Concepções sobre o espaço e a percepção alteram-se; com ela, modificam-se as formas pelas quais a apreensão desse espaço associado a essas percepções que levavam à produção de obras artísticas. Análise externa dos fenômenos artísticos.
-Tende a encarar as obras de arte visuais como entidades genéricas, parte de algo maior que as definiriam como tal e do qual seriam parte dependente.
-Obras as vezes vinculadas mais diretamente ao próprio movimento do que à produção artística em si.
-O conjunto de obras seria expressão de sistemas, estruturas ou processos
…exibir mais conteúdo…
“AQUILO QUE SABEMOS, OU AQUILO QUE JULGAMOS, AFETA O MODO COMO VEMOS AS
COISAS”.
- Nossa compreensão do que vemos, depende de nossa capacidade de perceber o que está incorporado na constituição de uma imagem, seus conceitos, suas referencias para perceber a profundidade de suas implicações.
-Os pintores clássicos, com seus requisitos de linearidade, unidade múltipla e ponto de vista único, visavam a ETERNIDADE. Na obra, constituía-se uma verdade. ROMANTICOS
- Dominique Ingres: último pintor de expressão a utilizar com maestria a linearidade das formas e a clareza da composição elevou o ideal neoclássico ao máximo de sua expressão estilo linear
-Delacroux: cores como elemento mais importante que o desenho inspiração na África confronto com padrões acadêmicos estabelecidos
-A geração seguinte avança mais no questionamento temático e técnico; preconceitos acadêmicos sobre temas dignos.
-Constable: (inglês; 1ºs passos em direção ao realismo) – influenciou nova geração francesa; “Ideia de observar a natureza com os olhos e não com os conceitos”.
-Courbet: academiou seu realismo. Os novos meios de ascendência do homem sobre a natureza, implicavam uma transformação completa da visão, principalmente espacial. Transformações mais profundas do olhar, e das formas de representar esse olhar , é isso que a arte moderna fará na virada do séc XX “representar como os olhos veem”.
CAMINHOS CRUZADOS -Nicephone Niépce (1826) – fixar

Relacionados

  • Resumo capitulo 2 do livro Imagens da Organização de Gareth Morgan
    782 palavras | 4 páginas
  • Resumo do Livro História da Computação
    3661 palavras | 15 páginas
  • Resumo do Livro A Ladeira da Saudade
    941 palavras | 4 páginas
  • Resumo Cap. I Livro "O corpo das imagens" de Jean Claude Schmitt
    889 palavras | 4 páginas
  • Resumo do livro lâmpada da memória
    880 palavras | 4 páginas
  • Resumo do livro: A MAGIA DA ÁRVORE LUMINOSA
    1194 palavras | 5 páginas
  • Resumo do livro imagens da organização
    8079 palavras | 33 páginas
  • Resumo do livro "ofício do mestre" - imagens e auto-imagens
    1076 palavras | 5 páginas