Resumo: o socioambientalismo na constituição brasileira

284 palavras 2 páginas
SANTILLI, Juliana. Socioambientalismo e Novos Direitos: proteção jurídica à diversidade biológica e cultural, São Paulo: Petrópolis, 2005

Juliana Santilli em seu artigo “O socioambientalismo na constituição brasileira” procura analisar como ocorreu a inserção dos direitos socioambientais na constituição e qual o papel do Estado e da sociedade perante tais transformações. Inicialmente, ela faz um apanhado histórico do processo de redemocratização ocorrido na América Latina por volta dos anos 80. Foi nesse momento de transição da ditadura para a democracia que explodiram inúmeros movimentos sociais e populares marcados pelas insatisfações com o antigo regime e a situação da época. Essas insurreições provocaram a implantação, na Carta Magna, dos “novos” direitos, os quais serviriam como base para a formação dos direitos socioambientais brasileiros, chegando também a influenciar as constituições de outros países subcontinentais. Quebrando paradigmas jurídicos tradicionais, a Constituição passou a tratar os bens ambientais, naturais e culturais não mais como interesses individuais, mas como interesses da coletividade. Reconhece ainda a transversalidade da questão ambiental e o seu caráter unitário, ou seja, acredita que para se obter um ambiente ecologicamente equilibrado que garantam as bases de sustentação para essa e as futuras gerações é fundamental que aconteça a integração dos bens naturais (rios, solo...) com os bens culturais (patrimônio histórico, turístico...). A

Relacionados

  • O estudo da morfologia nas gramaticas brasileira
    1800 palavras | 8 páginas
  • A PRIVATIZAÇÃO NAS PENITENCIÁRIAS BRASILEIRAS
    11995 palavras | 49 páginas
  • O Serviço Social na cena contemporânea. Resumo
    727 palavras | 3 páginas
  • Resumo o mal estar na civilização, freud
    1241 palavras | 6 páginas
  • O efeito-Foucault na historiografia brasileira
    1013 palavras | 5 páginas
  • O papel do vazio na constituição do não-vazio: O quarteirão aberto
    3776 palavras | 16 páginas
  • MODULO 1 CONSTITUIÇAO BRASILEIRA PARA AS IGREJAS
    8038 palavras | 33 páginas
  • O papel da mulher na sociedade brasileira
    12290 palavras | 50 páginas
  • RESENHA: “O POPULISMO NA POLÍTICA BRASILEIRA.” (Francisco Weffort)
    1290 palavras | 6 páginas