Resumo preconceito linguístico - marcos bagno

2497 palavras 10 páginas
RESUMO DO LIVRO:
PRECONCEITO LINGUÍSTICO
O QUE É, COMO SE FAZ
MARCOS BAGNO

Em “Preconceito Linguístico”, Marco Bagno desconstrói oito mitos arraigados à cultura brasileira sobre a língua do Brasil e defende com vigor a língua viva e verdadeiramente falada no Brasil. Para superar os preconceitos linguísticos, o autor começa analisar minuciosamente 8 de alguns mitos consagrados:

Mito 1
“A língua portuguesa falada no Brasil apresenta uma unidade surpreendente” Este é o maior e mais serio dos mitos que compõem a mitologia do preconceito linguístico no Brasil. Ele é muito prejudicial à educação porque, ao não reconhecer a verdadeira diversidade do português falado no Brasil, a escola tenta impor sua
…exibir mais conteúdo…
Mito 4
“As pessoas sem instrução falam tudo errado” O preconceito linguístico se baseia na crença de que só existe uma única língua portuguesa digna deste nome e que seria a língua ensinada nas escolas, explicada nas gramáticas e catalogada nos dicionários. Qualquer manifestação linguística diferente é considerada errada e deficiente. Existe o problema não está naquilo que se fala, mas em quem fala o quê. Neste caso, o preconceito linguístico é decorrência de um preconceito social.

Mito 5
“O lugar onde melhor se fala português no Brasil é o Maranhão” De onde será que veio essa idéia? Esse mito nasceu, mais uma vez, da velha posição de subserviência em relação ao português de Portugal. O que acontece com o português do Maranhão em relação ao português do resto do país é o mesmo que acontece com o português de Portugal em relação ao português do Brasil: não existe nenhuma variedade nacional, regional ou local que seja intrinsecamente “melhor”, “mais pura”, “mais bonita”, “mais correta” que outra. É preciso abandonar essa ânsia de tentar atribuir a um único local ou a uma única comunidade de falantes o “melhor” ou o “pior” português e passar a respeitar igualmente todas as variedades da língua, que constituem um tesouro precioso de nossa cultura. Todas elas têm o seu valor, são veículos plenos e

Relacionados

  • preconceito linguistico na sala de aula
    1085 palavras | 5 páginas
  • Fichamento: o preconceito linguístico. prof. marcos bagno
    1453 palavras | 6 páginas
  • Resenha crítica: preconceito linguistico
    836 palavras | 4 páginas
  • Resumo preconceito linguistico capitulo iii
    1517 palavras | 7 páginas
  • Resenha do livro "preconceito linguístico" - marcos bagno
    965 palavras | 4 páginas
  • Resumo preconceito linguistico
    908 palavras | 4 páginas
  • Resumo do 1° e 2° capitulo do livro preconceito linguistico
    1810 palavras | 8 páginas
  • Preconceito linguístico nas escolas públicas brasileiras
    2237 palavras | 9 páginas
  • preconceito linguistico regional
    5284 palavras | 22 páginas