Resumo teoria da com - lenivaldo

6812 palavras 28 páginas
‘Teoria da Comunicação I
Prof. Lenivaldo Gomes
Período 2012.2
GI
O cativo
Uma rosa amarela
Psiquetipia,
Uma chave para a natureza do homem: o símbolo
Comunicação animal e linguagem humana
O outro suprimido
Cozinha dos sentidos
Curso de linguística geral de Ferdinand Suassure
Semiótica: Charles Sanders Peirce
O que é etnocentrismo? E. Rocha (Conceitos: etnocentrismo, relativização, evolucionismo histórico ou antropológico), Raça e história, Lèvi-Strauss. filmes: Olhos azuis, Jane Elliot, A outra história americana, O garoto selvagem, François Truffaut, Antes da chuva.

GII

Universo dos sinais e universo do sentido, Umberto Eco;
A máquina extraviada, José J. Veiga
Ulisses, Fernando Pessoa
O mito, Carlos Drummond de
…exibir mais conteúdo…
Tudo símbolos...
Se calhar, tudo é símbolo...
Serás tu um símbolo também?

Olho, desterrado de ti, as tuas mãos brancas
Postas, com boas maneiras inglesas, sobre a toalha da mesa.
Pessoas independentes de ti...
Olho-as: também serão símbolos?
Se calhar é...
E por que não serão?

Símbolos...
Estou cansado de pensar...
Ergo, finalmente os olhos para os teus que me olham.
Sorris, sabendo bem que eu estava pensando...

Meu Deus! E não sabes...
Eu pensava nos símbolos...
Respondo finalmente a tua conversa por cima da mesa...
“it was very strange, wasn’t it?”
[Isso foi muito estranho, não foi?]
“Awfuly strange. And how did it end?”
[Extremamente estranho. E como acabou/]
“Well, it didn’t end. It never does, you know.”
[Bem, não acabou. Isto nunca acaba,você sabe.]
Sim, you know... Eu sei...
Sim eu sei...
É o mal dos símbolos, you know.
Yes, I know.

Conversa perfeitamente natural... Mas os símbolos?
Não tiro os olhos de tuas mãos... Quem são elas?
Meu Deus! Os símbolos... Os símbolos...

Textos para GI

O cativo
Uma rosa amarela
Uma chave para natureza do homem: o símbolo
Comunicação animal e linguagem humana
O outro suprimido
O domínio da cultura (ver os conceitos de cultura)
Universo dos sinais e Universo do sentido

Filmes:
O Garoto selvagem, F. Truffault
Olhos azuis

Uma chave para natureza do homem: o símbolo

Ernest Cassirer

A vida é uma realidade final e depende de si mesma. Não

Relacionados

  • diagnostico na empresa
    15769 palavras | 64 páginas