Revolução Portuguesa de 25 de Abril

3966 palavras 16 páginas
A Revolução Portuguesa de 25 de Abril
Há vinte anos, em vésperas do 25 de Abril, Portugal era um país anacrónico. Último império colonial do mundo ocidental, travava uma guerra em três frentes africanas solidamente apoiadas pelo Terceiro Mundo e fazia face a sucessivas condenações nas
Nações Unidas e à incomodidade dos seus tradicionais aliados.
Para os jovens de hoje será talvez difícil imaginar o que era viver neste Portugal de há vinte anos, onde era rara a família que não tinha alguém a combater em África, o serviço militar durava quatro anos, a expressão pública de opiniões contra o regime e contra a guerra era severamente reprimida pelos aparelhos censório e policial, os partidos e movimentos políticos se encontravam
…exibir mais conteúdo…
Foi substituído por Marcelo Caetano , que dirigiu o país até ser deposto no
25 de Abril de 1974. A chamada Primavera Marcelista seria sinónimo de ditadura branda. Sob o governo do Estado Novo, Portugal foi sempre considerado um país governado por uma ditadura, quer pela oposição, quer pelos observadores estrangeiros quer mesmo pelos próprios dirigentes do regime. Formalmente, existiam eleições, consideradas fraudulentas pela oposição, desrespeitadas pelo dever de imparcialidade.
O Estado Novo tinha a sua polícia política, a PIDE (Polícia Internacional de Defesa do
Estado), versão renovada da ex-PVDE (Polícia de Vigilância e Defesa do Estado), mais tarde reconvertida na DGS (Direcção-Geral de Segurança), que continuaria perseguindo os opositores do regime.
Na visão histórica dos ideólogos do regime, o país teria de manter uma política de defesa, de manutenção do "Ultramar", numa época em que alguns países europeus iniciavam os seus processos de descolonização progressiva. Apesar de séria contestação nos fóruns mundiais, como na ONU, Portugal manteve a sua política de força, endurecendo-a a partir do início dos anos 1960, face ao alastramento dos ataques independentistas em Angola, na Guinée em Moçambique .

Relacionados

  • Biografia de Boaventura de Sousa Santos
    1081 palavras | 5 páginas
  • literatura contemporanea
    1206 palavras | 5 páginas
  • Tendências contemporâneas da literatura portuguesa
    1574 palavras | 7 páginas
  • Rádio tradicional vs Rádio online
    4137 palavras | 17 páginas
  • Brasil Periodo Colonial - (1700-1822)
    6845 palavras | 28 páginas
  • Direito portugues e direito brasileiro
    1256 palavras | 6 páginas
  • Resumo da materia de historia do 12 ano
    12647 palavras | 51 páginas
  • A evolução da politica de segurança social em portugal
    6818 palavras | 28 páginas
  • Novos horizontes no estudo da linguagem e da mente
    2546 palavras | 11 páginas
  • O POVOAMENTO DA AMÉRICA E A CHEGADA DOS PORTUGUESES
    3024 palavras | 13 páginas