Ricardo Reis

859 palavras 4 páginas
Cada um cumpre o destino que lhe cumpre,

Cada um cumpre o destino que lhe cumpre,
E deseja o destino que deseja; Nem cumpre o que deseja, Nem deseja o que cumpre.

Como as pedras na orla dos canteiros
O Fado nos dispõe, e ali ficamos; Que a Sorte nos fez postos Onde houvemos de sê-lo.

Não tenhamos melhor conhecimento
Do que nos coube que de que nos coube. Cumpramos o que somos. Nada mais nos é dado.

Ricardo Reis, in "Odes"
Análise:
3 quadras;
1os dois versos de cada estrofe são decassílabicos e os dois últimos são hexassílábicos.
A rima, na primeira estrofe é interpolada e emparelhada, e na restantes estrofes é irregular.
________________________________________________
Nos versos 3 e 4, um quiasmo, que destaca o facto de o destino que o ser humano “cumpre” nem sempre ser o que ambiciona.
Nos versos 5 e 6, temos presente uma comparação entre o ser humano e “as pedras na orla dos canteiros” que acentua a imobilidade e a impossibilidade de resistir e contrariar o destino, ou seja, uma carateristica do estoicismo.
As palavras “Fado” e “Sorte” tÊm o significado de Destino. Nos últimos quatro versos, o sujeito poético evidencia a sua resignação ao aceitar o poder do Destino. Assim, cada ser humano deve desistir de ter “melhor conhecimento” do que lhe calhou em sorte na vida e deve limitar-se a consentir com o que lhe coube.
Os dois versos finais (duas frases declarativas) confirmam a abdicação do sujeito poético e a sua

Relacionados

  • Resenha david ricardo
    999 palavras | 4 páginas
  • Principais reis
    1699 palavras | 7 páginas
  • Teorias de david ricardo
    1408 palavras | 6 páginas
  • Ricardo Reis heterónimo de Fernando Pessoa
    2037 palavras | 9 páginas
  • Édipo rei
    1300 palavras | 6 páginas
  • REI LEAO
    3432 palavras | 14 páginas
  • Ricardo Reis
    1260 palavras | 5 páginas
  • Biografia de david ricardo
    1917 palavras | 8 páginas
  • 40 Reis
    5753 palavras | 24 páginas
  • David ricardo citações
    1743 palavras | 7 páginas