Romantismo resumido

2207 palavras 9 páginas
Introdução ao Romantísmo
Um amor que leva os homens às últimas consequências. Este era o sentimento que aflorava no século XVIII. O Romantismo era uma reação ao Iluminismo[->0] que exaltava o homem que era dominado pela Razão.

Os intelectuais românticos defendiam o individualismo, os sentimentos de cada um. Os Sofrimentos do Jovem Werther, de Goethe, foi a obra que melhor expressou os ideais românticos[->1] na Europa.

Por causa deste livro, muitos jovens se suicidaram.

O ideal romântico tinha, entre outros lemas, morrer jovem, morrer por amor. A obra de Goethe trata exatamente disso: a força que a dor de um amor não correspondido exerce sobre o jovem apaixonado.

O Romantismo teve início na Alemanha e na Inglaterra, em
…exibir mais conteúdo…
Fazia poucos anos que havia se separado de Portugal e nesse contexto era importante afirmar a unidade e a soberania brasileira.

Temas Nacionais
O Romantismo[->13] foi uma escola literária marcada pelo nacionalismo[->14], tanto no Brasil quanto na Europa. Também pudera: durante o século XIX, ocorreu a formação dos países como Estados autônomos, isto é, mais ou menos como eles são hoje em dia. Lá na Europa, alguns casos foram bem marcantes, como os da Alemanha[->15] e da Itália, que se unificaram nesse momento.

Já o Brasil tornou-se independente politicamente em 1822. Contudo, a independência de um país não é um processo simplesmente político. O Romantismo, com a busca do que é nacional, ajudou - e muito - na consolidação desse processo.

Na Europa, essa valorização do nacional foi buscar na Idade Média inspiração para seus escritos. Houve uma valorização dos cavaleiros medievais. No Brasil, o Romantismo também foi ao passado buscar a sua matéria. Os poetas e escritores encontraram, então, os índios como representantes desse passado. Seguindo o modelo europeu, transformaram os índios em protagonistas de seu texto.

Além de representar a origem do povo brasileiro, eles simbolizavam a pureza e a ingenuidade. Também tomaram feição europeia e transformaram-se em heróis medievais, com uma moral absolutamente irretocável. Veja, por exemplo, os casos de Peri, Iracema e Ubirajara de José de Alencar[->16], assim como os poemas de Gonçalves Dias[->17].

Relacionados

  • o enfrentamento dos mundos
    6252 palavras | 26 páginas
  • Estágio de campo em Belo Monte
    2957 palavras | 12 páginas
  • Expressionismo Alemão e Caligarismo
    6606 palavras | 27 páginas
  • Prova PAS II 1
    7540 palavras | 31 páginas
  • A alegoria do patrimônio: fichamento
    7654 palavras | 31 páginas
  • O estudo das sociedades complexas
    6521 palavras | 27 páginas
  • Influencia norte da cultura norte americana
    12814 palavras | 52 páginas
  • ufu 2008 2 prova completa 1a fase 1a dia c gabarito 1
    12713 palavras | 51 páginas
  • Memorial Disciplina 1 ao 16 Secretaria Escolar
    12704 palavras | 51 páginas