Síntese: Trabalho docente e modelos de formação: velhos e novos embates e representações.

1007 palavras 5 páginas
BARRETO, E. S. de SÁ. Trabalho docente e modelos de formação: velhos e novos embates e representações. In: Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. DALBEN, A.; DINIZ-PEREIRA, J. E.; LEAL, L.; SANTOS, L. (Orgs.). Belo Horizonte, Autêntica, 2010. p.288-306.

Em resumo, o artigo busca discutir as representações referentes à profissão docente e os fatores que provocam mudanças tanto no trabalho, quanto na formação docente. Discute também os impactos da formação docente referentes ao exercício do professor na escola e na sala de aula. Também aborda questões que não se pode deixar passarem despercebidas, como é o caso da necessidade de preparação dos professores para lidar com a diversidade cultural presente nas escolas, o que não é privilegiado nem durante a graduação, menos ainda nos programas de formação de professores. Aborda também o fenômeno atual do desprestígio da profissão docente, em que o professor é visto como o maior responsável pelo processo de socialização das crianças e jovens, mas ao mesmo tempo responsável pelas mazelas sociais, sendo a educação e as escolas também culpabilizadas.
Segundo Barreto (2010), na contemporaneidade, ao mesmo tempo em que a figura do professor tem grande importância devido a seu papel social e político, sendo visto como o responsável pela socialização de crianças e jovens, essa profissão também vem sofrendo grande perda de prestígio que provém da “crise da escola em face da expansão da escolaridade, bem

Relacionados

  • Monografia de teoria geral do direito
    16749 palavras | 68 páginas