Síntese do texto “repensando a textualidade” de maria graça costa val

961 palavras 4 páginas
O texto “Repensando a textualidade” de Maria da Graça Costa Val é um estudo sobre os principais aspectos da textualidade. No primeiro momento da obra é apresentado pela autora um breve percurso histórico da Lingüística Textual, e no segundo momento da obra autora realiza uma discussão a respeito dos conceitos que vieram a surgir sobre textualidade inclusive a de Charolles (1978).

Maria inicialmente apresenta uma conceituação de textualidade, dizendo que este termo vem sido entendido desde os primeiros momentos da Lingüística Textual como um conjunto de características que fazem com que um texto seja um texto, e não apenas uma seqüência de frases, em seguida fala da preocupação da Lingüística Textual nos anos 60 em estudar os fenômenos
…exibir mais conteúdo…

São eles: coesão, coerência, intencionalidade, aceitabilidade, informatividade, situacionalidade e intertextualidade; além dos três princípios que regulam e controlam a comunicação textual que são: eficiência, eficácia e adequação.
A coesão não é decisiva por si mesma e que uma comunicação eficiente depende da interação entre este e os outros fatores de textualidade e a coerência é construída por operações de inferência; um texto não tem sentido em si mesmo, mas faz sentido pela interação entre os conhecimentos que apresenta e o conhecimento

Relacionados