Segurança no socialismo

908 palavras 4 páginas
Segurança no socialismo As lutas pela consciência de classe ao redor do mundo sempre tiveram como protagonista principal o próprio povo, muitas vezes em armas como aconteceu na Rússia e em Cuba. A segurança pública está totalmente relacionada às mudanças e planos socialista, e dessa forma, discutir seu funcionamento e questionar a lógica de segurança atual no estado burguês, é imprescindível.
Primeiramente devem-se entender as raízes da violência e suas ramificações. Sendo assim, a primeira questão a se levantar é sobre as drogas ilícitas. Afinal, álcool e tabaco são lícitos, porém por quê? Pois elas geram lucro, e muito. A razão que as diferencia é uma mera questão cultural e ideológica. O lucro obtido pelo álcool é gigantesco, tornando até uma empresa brasileira uma das maiores do mundo. O mesmo vale para a indústria do cigarro, que sempre foi extremamente forte nos EUA e Europa, por meio da propaganda. Se os 3 tráficos (drogas, pirataria/contrabando e imigração ilegal) cessassem o sistema financeiro mundial entraria em colapso. A história mostrou que mesmo a proibição da venda de bebidas alcoólicas (como no caso da Lei Seca nos EUA) os lucros não pararam, somente aumentaram. E quem lucra então com o tráfico? Os traficantes evidentemente. Porém os filmes e a vida real também mostram que cada vez mais, pessoas importantes estão ligadas sempre com o tráfico para sustentar a ordem das coisas, e automaticamente, seus lucros por receberem sua "parte", financiando,

Relacionados

  • O socialismo agrário
    2831 palavras | 12 páginas
  • 100 perguntas sobre socialismo
    12271 palavras | 50 páginas
  • Capitalismo e socialismo
    4508 palavras | 19 páginas
  • Comunismo, captalismo e socialismo
    5502 palavras | 23 páginas
  • socialismo e capitalismo
    1250 palavras | 5 páginas
  • Capítalismo socialismo e comunismo
    1408 palavras | 6 páginas
  • Socialismo cubano
    1560 palavras | 7 páginas
  • Socialismo
    868 palavras | 4 páginas
  • SOCIALISMO, DARWINISMO, POSITIVISMO
    1068 palavras | 5 páginas