Seguridade social no brasil: conquistas e limites á sua efetivação

1518 palavras 7 páginas
CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

POLÍTICAS SOCIAIS SETORIAIS

Manaus – AM
2012
Renato Regis Pereira

Seguridade Social no Brasil: Conquistas e Limites á sua Efetivação

Manaus – AM
2012

INTRODUÇÃO

Desde o surgimento das primeiras iniciativas relacionadas aos benefícios previdenciários, que constituem a seguridade social, no século XX, os governos tentam alcançar um modelo ideal que contemple toda a sociedade. Vários modelos foram criados, aperfeiçoados e adotados por diversos países, cada um com suas especificidades.

No Brasil, foi adotado o modelo contributivo, onde, através de um valor mensal recolhido pelo governo, o cidadão garante os direitos previdenciários previstos nas leis vigentes. Uma das críticas a este sistema
…exibir mais conteúdo…
A expansão dessa lógica permite a ampliação dos direitos e benefícios também para trabalhadores que não estão mais inseridos no mercado de trabalho estável, ou que não contribuem para a seguridade social, por conta do desemprego ou impossibilidade de trabalhar.

A seguridade social pode garantir acesso a direitos quando se desvencilhar da lógica do seguro e quando assumir a lógica social, pois ambas são dependentes da organização social do trabalho. A ausência de uma das lógicas leva a necessidade e a instauração da outra lógica, a exigência da lógica do seguro e a impossibilidade de sua manutenção para todos os trabalhadores principalmente para os desempregados, empurram este trabalhador para demandar a outra lógica, a social, do direito não contributivo. Assim, aqueles que não tem direito ao contributivo, tonam-se potenciais demandantes da lógica social, do beneficio não contributivo.

Entre a assistência social e trabalho, existe uma tensão que não deve ser compreendida como incompatível ou excludente. Este debate se torna importante para entender o sentido de trabalho de assistência social. É necessário discutir a relação entre trabalho, assistência social e previdência para entender inclusive se o padrão de seguridade social instituído em determinado país é capaz de impor limites a desigualdade social no capitalismo.

Segundo Ivanete, os países capitalistas do norte e centro da Europa viverão após a Segunda Guerra Mundial até os anos 70 um período

Relacionados

  • Seguridade social no brasil: conquistas e limites à sua efetivação
    2724 palavras | 11 páginas
  • Avanços e retrocessos da política de saúde no brasil: uma breve analise dos 20 anos do sus
    3867 palavras | 16 páginas
  • A politica da assistência social e a construção histórica da politica pública da seguridade social no brasil.
    2104 palavras | 9 páginas
  • Resenha critica, programa bolsa familia
    1207 palavras | 5 páginas
  • Fichamento do texto as dimensões ético políticas e teórico metodológicas no serviço social
    5615 palavras | 23 páginas
  • cases 3 cebrac
    6008 palavras | 25 páginas
  • As instâncias públicas de controle democrático e os desafios na atual conjuntura
    6269 palavras | 26 páginas
  • violencia domestica contra mulher
    11814 palavras | 48 páginas
  • IDOSOS E SERVIÇO SOCIAL
    12517 palavras | 51 páginas
  • Assistente social na saúde
    15268 palavras | 62 páginas