Semantica do poema

9697 palavras 39 páginas
ESTRUTURAS LINGUÍSTICAS EM POESIA
1. INTRODUÇÃO
1.1 Várias são as técnicas empregadas em crítica literária, mas um dos resultados a que todas chegam parece ser o de evidenciar que, em oposição à prosa, a poesia se distingue por uma singular unidade de estrutura. Com isso, quer-se dizer, as mais das vezes, que na poesia a forma do discurso e seu significado se amalgamam numa unidade superior. Assim, no Epílogo de seu extenso livro, Wimsatt e Brooks declaram: ”(“...) a concepção a que chegamos implícita em toda a nossa exposição,bem como nos raros lances de argumentação que nos permitimos,é a de que a” forma” efetivamente abrange e penetra a “mensagem”, de modo a construir-se em significado profundo e substancial, mais que em mensagem abstrata ou ornamento separável. Tanto na dimensão científica ou abstrata como na dimensão prática ou retórica, existem, a um só tempo, a mensagem e os meios de comunicá-la; entretanto, a dimensão poética é aquele significado vividamente unificado que coincide com a forma.” Embora, dada a natureza do caso, os críticos literários lidem com a linguagem da poesia em suas análises, via de regra não utilizem as técnicas da linguística estrutural para fundamentar seus juízos. Nos capítulos que se seguem, a poesia será examinada do ponto vista da linguística estrutural. Os resultados da analise apoiam a concepção de que a poesia se distingue por uma singular espécie de unidade. A analise revela certas estruturas que são peculiares à linguagem da

Relacionados

  • Por que ler poemas do século xix?
    2950 palavras | 12 páginas
  • analise morfologica do poema ode ao burgues
    1126 palavras | 5 páginas
  • Análise do poema motivo, de cecilia meireles
    471 palavras | 2 páginas
  • resenha semântica do acontecimento
    877 palavras | 4 páginas
  • analise do poema Ismalia
    1162 palavras | 5 páginas
  • ANÁLISE DO POEMA “ODE AO BURGUÊS” DE MARIO DE ANDRADE
    484 palavras | 2 páginas
  • Pesquisa sobre o poema "No Meio do Caminho"
    2881 palavras | 12 páginas
  • POemas do seculo XIX
    1269 palavras | 6 páginas
  • Análise semântica e sintática do poema "Meus oito anos", de Casimiro de Abreu
    362 palavras | 2 páginas