Sociologia

812 palavras 4 páginas
Do campo para a cidade
A agricultura sempre foi a principal fonte de dinheiro naquela época, onde era difícil encontrar um grande estado em que pelo menos quatro de cinco habitantes não fossem camponeses. Como por exemplo, a Inglaterra, que só teve sua população urbana maior que a rural em 1851.
As cidades grandes no século X não ultrapassavam os 150 mil habitantes que se organizavam conforme suas etnias e culturas em bairros, que tinham seus próprios mercados, templos, e reservatório de água. Isso resolvia o problema dos conflitos entre eles com outro problema: Limitava a troca de experiências entre os habitantes dos bairros. E eram chamados de guetos, os bairros em que entre sua população só se encontrava aqueles que eram considerados indesejáveis. A elite e o governo se mantinham em torno da igreja que sempre se situava no centro da cidade, diferente dos mais pobres que viviam próximos á muralha, que limitava o território da cidade.
A partir do século XV ocorreram algumas notáveis mudanças na estrutura das cidades, surgiram a pólis rega e a cidade romana, onde o mercado ficava no centro da cidade, e ao redor situavam-se a igreja, o tribunal, a escola, e a prisão.
Novos tempos
Na idade média o poder que dominava era o da igreja, onde Deus era a explicação para tudo que ocorria, como a posição social. A igreja tinha controle até do tempo, onde o dia era dividido pelas horas canônicas que eram as horas determinadas para se rezar, que era anunciado á população por meio dos

Relacionados

  • Sociologia
    2821 palavras | 12 páginas
  • sociologia
    2062 palavras | 9 páginas
  • Sociologia
    1552 palavras | 7 páginas
  • Sociologia
    4984 palavras | 20 páginas
  • sociologia
    2544 palavras | 11 páginas
  • sociologia
    4882 palavras | 20 páginas
  • Sociologia
    1358 palavras | 6 páginas
  • Sociologia
    1261 palavras | 6 páginas
  • Sociologia
    846 palavras | 4 páginas
  • Sociologia
    1853 palavras | 8 páginas