Socrates ética educação, virtude e obediência

1927 palavras 8 páginas
1. SÓCRATES: ÉTICA, EDUCAÇÃO, VIRTUDE E OBEDIÊNCIA
O polêmico pensador Sócrates uma das figuras mais emblemáticas da filosofia ocidental, Sócrates é um divisor de águas para a filosofia antiga. Estima-se que tenha nascido em Atenas por volta do ano 469 a.C. tumultuou a Atenas com sua iluminação filosófica e com sua maiêutica dialética. Dedicou sua filosofia à cidade-estado, Atenas, que era o centro das atenções do período, bem como aos cidadãos, enfocando, sobretudo temas morais e antropocêntricos, sem deixar obra escrita, pois seus diálogos eram travados em praça pública. Condenado a beber do veneno cicuta em 399 a.C.,acusado de perverter a juventude de propalar adoração a outros deuses, à sentença do tribunal popular resignou-se, tornando-se mártir histórico da filosofia.
O pensamento socrático é profundamente ético. Reveste-se, em todas as suas latitudes, de preocupações ético-sociais, seu método maiêutico era baseado na ironia e no diálogo, tendo como finalidade uma parturição de idéias. Logo, para Sócrates, todo erro é fruto da ignorância e toda virtude é conhecimento. Daí a importância de reconhecer que a maior luta humana deve ser pela educação e que a maior das virtudes é a de saber que nada se sabe.
A ética socrática reside no conhecimento e em vislumbrar na felicidade o fim da ação. Essa ética tem por objetivo preparar o homem para conhecer-se, tendo em vista que o conhecimento é a base do agir ético. Ao contrário de fomentar a desordem e o caos, a filosofia de

Relacionados

  • A ética nos dias atuais
    944 palavras | 4 páginas
  • A ética socrática
    1673 palavras | 7 páginas
  • Ética na visão de socrates
    913 palavras | 4 páginas
  • Problemas éticos
    4266 palavras | 18 páginas
  • Antropologia S Crates E Espinosa
    393 palavras | 2 páginas
  • Os sofistas, socrates e platão
    1292 palavras | 6 páginas
  • Resumo republica capitulo 3 e 4
    1249 palavras | 6 páginas
  • Definição de ética e moral, em sócrates, platão, aristóteles, tomás de aquino, jean-jacques rousseau, immanuel kant, georg w. friedrich hegel e jean-paul sartre.
    2400 palavras | 10 páginas