TROVADORISMO GALEGO-PORTUGUES: CANCIONEIROS, GÊNEROS E ESPÉCIES LITERARIAS.

1789 palavras 8 páginas
TROVADORISMO GALEGO-PORTUGUES: CANCIONEIROS, GÊNEROS E ESPÉCIES LITERARIAS.

TROVADORISMO GALEGO-PORTUGUES

Conhecido por ser o primeiro movimento literário da língua portuguesa, ao longo de seus trezentos anos, o trovadorismo teve vigência no Ocidente medieval, do século XII ao século XIV.
Essa poesia diferencia-se das outras pela sua estrutura marcante que envolve a música e sua restrição nas escolhas temáticas que segundo Mongelli, distingue a questão dizendo:

Basta dizer que "trovador" é aquele que "canta" em "louvor vassálico" da "dama inatingível" ou que se faz passar pela "donzela" que vai em "romaria" atrás do "namorado" para se identificar imediatamente esse arcabouço como magma único da "poesia medieval. (MONGELLI, Lênia
…exibir mais conteúdo…
(MONGELLI, Lênia Márcia. Fremosos cantares: antologia da lírica medieval galego-portuguesa, São Paulo: WMF/Martins Fontes, 2009, p. XXXI)

Nas cantigas são utilizadas recursos formais para sua estruturação e talvez pelo cuidado que os trovadores davam às modulações fônicas e sonoras do verso, vejamos alguns exemplos desses recursos:
Chanson de change (quando o trovador troca de senhor)
Chanson de toile (descrição da namorada tecendo)
Comjat (o amante “despede-se” de sua dama)
Escondit (defesa contra injurias e falsas acusações)
Mala canso (queixa contra dama)
Alba (separação dos amantes ao romper do dia, alertados por sentinela)
Descort (=descordo: quando a cantiga rompe com a isometria das estrofes)
Pranto (canto fúnebre, panegírico pela morte de personagem célebre)
Estes recursos estão claramente visíveis e delimitados segundo critérios menos oscilantes, são estratégias a serviço da concepção de versos e estrofes, vejamos alguns:
Cantigas de maestria e de refrão (sem ou com estribilho)
Cobras singulares (rimas diferentes em cada estrofe) e uníssonas (rimas repetidas em todas as estrofes)
Cobras doblas (mesma rima a cada duas estrofes) e alternadas (mesmo esquema de rimas para as estrofes pares e outro para as impares)
Palavra-rima (repetição de palavra na

Relacionados