Tanatologia

1729 palavras 7 páginas
1. Como se deu o desenvolvimento da Tanatologia no Brasil? A psicóloga Wilma da Costa Torres, criadora do ISOP, acervo de dados biográficos sobre a tanatologia, foi a pioneira apresentando várias obras, dissertações e teses envolvendo temas como: luto, suicídio, pacientes em estágios ditos terminais, formação do profissional de saúde entre outros.
A equipe de psicólogos do ISOP coordenou em 1980 o primeiro “Seminário sobre Psicologia e Morte”, gerando o livro Psicologia e Morte. Desde então a tanatologia foi sendo desenvolvida:
1981 houve a criação da primeira pós-graduação lato sensu na área da tanatologia que ocorreu com o ISOP e em seguida, com o fechamento deste, pela UFRJ
1984 foi realizado em Minas Gerais “I Congresso Internacional de Tanatologia e Prevenção de Suicídio”, que levou a publicação de Morte, suicídio: uma abordagem multidisciplinar, obra organizada por Evaldo D’Assumpção;
1987 ocorre o “Segundo Congresso de Tanatologia e Prevenção do Suicídio” no Rio de Janeiro;
Década de 1980 surge também a ABRATAN (Associação Brasileira de Tanatologia), sob o comando do médico Evaldo D’assumpção;
Década de 1980, Wilma torres cria o programa pioneiro “Estudos e Pesquisas em Tanatologia” no ISOP;
2003 é criada a Rede Nacional de Tanatologia (RNT) coordenado pelo psicólogo Aroldo Escudeiro;
2010 quatro Especializações em Tanatologia são criadas, uma oferecida pela Rede Nacional de Tanatologia, uma presencial, e mais outras, uma no Rio de Janeiro e em Minas

Relacionados

  • Anatomia patologica
    2796 palavras | 12 páginas
  • ATPS Direito Processual Penal II
    3609 palavras | 15 páginas
  • Elaboração do Luto
    3561 palavras | 15 páginas
  • Ausencia e morte presumida
    6179 palavras | 25 páginas
  • Tanatologia
    2247 palavras | 9 páginas
  • Fluxograma de Direito Civil
    5273 palavras | 22 páginas
  • A Responsabilidade Penal do Psicopata no Direito Brasileiro
    15074 palavras | 61 páginas
  • segurança pública
    1399 palavras | 6 páginas