"Tempos modernos" na visão de adam smith e karl marx

1565 palavras 7 páginas
“TEMPOS MODERNOS” Na visão de Adam Smith e Karl Marx * O trabalho na linha de produção
O filósofo Adam Smith defendia a teoria da divisão do trabalho, que consistia na especialização do trabalhador, que, por sua vez, foi o que levou Karl Marx a chegar à conclusão de que o trabalhador estava alienado, ou seja, alheio ao processo produtivo, pois o operário agora deixa de participar do início do processo até a etapa final, isto é, este passa a se restringir a uma só tarefa, repetitivamente. Podemos identificar isto no filme no momento em que se tem uma pausa na produção e os operários continuam realizando o mesmo movimento que faziam na etapa da linha de produção a qual
…exibir mais conteúdo…
Neste momento, percebe-se que a em ao menos uma atividade Carlitos é bom: em um tipo de trabalho que requer criatividade e não uma mera execução de tarefas formuladas por terceiros. Só então, ele é aplaudido por todos e inclusive, parabenizado pelo patrão. Isto mostra que, assim como Marx, Chaplin também defende um sentido negativo do trabalho alienado, pois ao invés de realizar o homem, o escraviza; ao invés de humanizá-lo, desumaniza. O homem troca o verbo SER pelo TER. Sua vida passa a medir-se pelo que ele possui, não pelo que ele é. * A máquina de alimento
Na cena em que o operário, representado por Chaplin, é usado como cobaia para o teste de um aparelho de alimento que resultaria na eliminação do horário de almoço dos trabalhadores, é possível observar um fato importante a ser destacado. Este fato seria a constante busca para aumentar a produtividade, mesmo se isto significasse sacrificar o único horário de intervalo e descanso dos operários já superexplorados. Afinal, na visão de Adam Smith e dos capitalistas da época, tempo representava dinheiro, portanto não devia ser desperdiçado, e eliminar o horário de almoço significava aumentar o tempo de produção diária, ou seja, a produtividade, e, consequentemente, a lucratividade da fábrica. Este aumento contínuo da exploração da classe operária gerava cada vez mais uma insatisfação por parte dos trabalhadores,

Relacionados

  • Resumo de Introdução à Economia - Adam Smith, Clássicos, Marx e Teoria Neoclássica.
    4008 palavras | 17 páginas
  • Pensamentos econômicos de Adam Smith, Karl Marx e John Keynes
    2644 palavras | 11 páginas
  • Tempos modernos e karl marx
    1836 palavras | 8 páginas
  • Tempos modernos, analise economica
    918 palavras | 4 páginas
  • relação do filme tempos modernos com a idéia de karl marx
    1536 palavras | 7 páginas
  • Karl marx e o comunismo
    1913 palavras | 8 páginas
  • A influência de karl marx na economia e política.
    878 palavras | 4 páginas
  • o liberalismo econômico na visão de Adam Smith
    5802 palavras | 24 páginas
  • Teoria de valor-trabalho segundo Adam Smith, David Ricardo e Karl Marx
    1203 palavras | 5 páginas
  • A educação infantil na visão socialista de karl marx
    7291 palavras | 30 páginas