Teoria de Pigou

349 palavras 2 páginas
Um dos pontos citados pelo autor sobre a teoria de Pigou, diz que o seu objetivo era observar ate que ponto a individualidade, atuada sobre o sistema jurídico, tende a distribuir recursos de um país de modo mais favorável possível à produção de um grande divisor nacional. E que o proposito dele era descobrir se seria possível fazer qualquer mudança positiva nos arranjos existentes que determinavam o uso dos recursos. Segundo o autor, se Pigou chegasse à conclusão de que seria possível fazer melhorias, podia-se esperar que ele prosseguisse e apontasse as mudanças. No capitulo I, da parte II ele argumenta que o valor da produção seria maximizado se o governo impedisse qualquer interferência no sistema econômico, e que se o interesse próprio promove o bem-estar econômico é porque as instituições criadas pelo homem têm sido planejadas para tanto, ele ainda conclui que até nos mais avançados Estados, há falhas e obstáculos que impedem os recursos de uma comunidade de serem distribuídos da maneira correta.
Por sua vez Ronald Coase faz criticas sobre os pontos citados sobre a Teoria de Pigou, alegando que ser uma visão equivocada sobre os fatos, e diz estar errado em sua analise econômica.
O Princípio de Pigou-Dalton comprova que uma transferência de renda de um indivíduo mais rico para um indivíduo mais pobre, desde que essa transferência não inverta a posição (social) entre os dois, resulta em uma maior igualdade social (Dalton, p. 351). Esse princípio tornou-se conhecido

Relacionados

  • Arthur Cecil Pigou
    1268 palavras | 6 páginas
  • Teoria Geral do Juro e da Moeda
    6909 palavras | 28 páginas
  • Teorema de Coase
    2322 palavras | 10 páginas
  • alfred marshall
    2212 palavras | 9 páginas
  • Alfred Marshall
    1192 palavras | 5 páginas
  • Teorias Do Comercio Internacional
    2168 palavras | 9 páginas
  • A teoria clássica e a antítese keynesiana do pleno emprego
    2573 palavras | 11 páginas
  • Neutralidade da moeda
    2228 palavras | 9 páginas
  • Resumo dos capítulos 2 e 3 do livro fundamentos da economia autor: manuel enriquez garcia e marco antonio sandoval de vasconcellos
    4074 palavras | 17 páginas
  • Alfred Marshall
    2896 palavras | 12 páginas