Thomas Hobbes e o pensamento político

952 palavras 4 páginas
Thomas Hobbes Thomas Hobbes foi um matemático, teórico político e filósofo inglês, que tinha como objetivo fundar sua filosofia política sobre uma construção racional da sociedade, que pudesse explicar o poder absoluto dos soberanos. Mas suas teses não foram bem aceitas. O primeiro rei Stuart da Inglaterra defendia que o que diz respeito ao mistério do poder real não devia ser debatido, nem pelo clero anglicano. Hobbes chegou a ser julgado por muitos como “materialista ateu”. Os contatos que Hobbes teve com cientistas de sua época, que foram decisivos para a formação de suas ideias filosóficas, o levaram a fundir sua preocupação com problemas sociais e políticos, com seu interesse pela geometria e o pensamento dos filósofos mecanicistas. Seu pensamento político pretende ser uma aplicação das leis da mecânica aos campos da moral e da política. As leis que regem o comportamento humano, segundo Hobbes, são as mesmas que regem o universo e são de origem divina. De acordo com elas, o homem em estado natural é antissocial por natureza e só se move por desejo ou medo. Hobbes descreve o homem em seu estado natural como egoísta, egocêntrico e inseguro. Ele não conhece leis e não tem conceitos de justiça; ele somente segue os ditames de suas paixões e desejos temperados com algumas sugestões da sua razão natural. De acordo com Thomas, tal sociedade necessita de uma autoridade à qual todos os membros devem render o suficiente da sua liberdade natural, por forma a que a

Relacionados

  • POLÍTICA, PODER E ESTADO: As Teorias de Hobbes, Locke e Maquiavel
    3880 palavras | 16 páginas
  • Hobbes – a necessidade de um estado soberano
    3305 palavras | 14 páginas
  • Thomas Hobes
    749 palavras | 4 páginas
  • Que correntes de pensamento explicam a vocação do Homem para viver em sociedade
    1075 palavras | 5 páginas
  • Thomas Hobbes - Leviatã
    1999 palavras | 8 páginas
  • Os 12 maiores filósofos políticos de todos os tempos.
    4460 palavras | 18 páginas
  • Trabalho de filosofia
    1204 palavras | 5 páginas
  • Contratualistas: thomas hobbes, john locke e jean-jacques rousseau
    4761 palavras | 20 páginas