Trabalho de ciência politica. resumo do livro os classicos da politica

4306 palavras 18 páginas
Trabalho de Ciência Política

Salvador 2012

Departamento de Direito

RESUMO DO LIVRO:
OS Clássicos da política

Trabalho individual apresentado à disciplina Ciência política e teoria geral do Estado,
Ministrada pelo docente: Miguel Moacir

Salvador 2012
Thomas Hobbes: O medo e a esperança
Thomas Hobbes define o estado como um mal necessário, e este mal tem a função de organizar o caos através do “homem artificial”.Abrimos mão então de nossa liberdade natural,em nome de um contrato social para viver em paz.Para Hobbes, para que o contrato social seja comprido , o estado deve ser forte,centralizado. Se o estado fosse liberal, os homes seriam igualmente ambiciosos,havendo conflitos.Havendo liberdade a violência contida na
…exibir mais conteúdo…
Pacto Social:
Diz-se que um Estado foi instituído quando uma multidão de homens concordam e pactuam cada um com cada um dos outros, que a qualquer homem ou assembleia de homens a quem seja atribuídos pela maioria o direito de representar a pessoa de todos eles (ou seja, de ser seu representante), todos sem exceção, tanto os que votaram a favor dele como os que votaram contra ele, deverão autorizar como se fossem seus próprios atos e decisões, a fim de viverem em paz uns com os outros e serem protegidos dos restantes. E quando alguns homens, desobedecendo a seu soberano, pretendem Ter celebrado um novo pacto, não com homens, mas com Deus, também isto é injusto, pois não há pacto com Deus a não ser através da meditação de alguém que represente a pessoa de Deus, e ninguém o faz a não ser o lugar-tenente de Deus, o detentor da soberania abaixo de Deus A opinião segundo a qual o monarca recebe de um pacto seu poder, quer dizer, sob certas condições, deriva de não se compreender, não tem qualquer força para obrigar, dominar, constranger ou proteger ninguém, a não ser a que deriva da espada pública. Aquele que voluntariamente ingressou na congregação dos que constituíam a assembleia, declarou suficientemente com esse ato de sua vontade (e, portanto tacitamente fez um pacto) de se conformar ao que a maioria decidir. Portanto, se depois recusar aceitá-la, ou protestar contra qualquer de seus decretos, age

Relacionados

  • Resumo do livro 1 da política de aristóteles
    1220 palavras | 5 páginas
  • A teoria clássica e a antítese keynesiana do pleno emprego
    2573 palavras | 11 páginas
  • Plano aula sociologia
    1797 palavras | 8 páginas
  • Humanismo e Renascimento
    1894 palavras | 8 páginas
  • Evolução do pensamento econômico: breve retrospecto
    911 palavras | 4 páginas
  • John stuart mill - economista
    6275 palavras | 26 páginas
  • Resenha do livro imaginação sociológica - w. mills
    1984 palavras | 8 páginas
  • O resumo livro ponto de mutação
    3522 palavras | 15 páginas