Trabalho sobre criminologia

2437 palavras 10 páginas
CURSO DE DIREITO

Alexandre Ruppenthal Borges

CRIMINOLOGIA

OS MOTIVOS QUE LEVAM UMA PESSOA A MATAR A OUTRA

Santa Cruz do Sul, 15 de setembro de 2005.

Alexandre Ruppenthal Borges

OS MOTIVOS QUE LEVAM UMA PESSOA A MATAR A OUTRA

Trabalho de pesquisa bibliográfica sobre os motivos que levam as pessoas a cometerem crimes contra outras pessoas.

Professor: Prof. Eduardo Ritt

Santa Cruz do Sul, 15 de setembro de 2005.

Para que este trabalho alcance o objetivo proposto e para que possamos entender, quais os motivos que levam uma pessoa a matar outra, ou seja, cometer um crime precisamos entender um pouco mais sobre o estudo da
…exibir mais conteúdo…
Sempre há alguém atrelando ao criminoso, traços e características psicopatológicas ou sociológicas: porque Fulano cometeu esse crime? Estaria perturbado psiquicamente? Estaria encurralado socialmente? Seria essa a única alternativa? Ou, ao contrário, seria ele simplesmente uma pessoa maldosa? Portadora de um caráter delituoso, etc... Atualmente, apesar da ciência não ter ainda um consenso definitivo sobre a questão, sabe-se, no mínimo, que qualquer abordagem isolada do ser humano corre enorme risco de errar. Assim sendo, atualmente usamos o modelo bio-psico-social, na tentativa de compreender as pessoas e os fatores que influenciam seus comportamentos. Dentre esses três modelos (biológico, psicológico e social), sem dúvida a abordagem biológica da pessoa é um dos aspectos mais criticados e polêmicos. A utilização do modelo biológico (personalidade) como justificativa do comportamento criminoso não é recente na história da medicina e da sociologia. A idéia parece ter vindo de encontro à crença popular de que "o criminoso já nasce assim", tendência pela qual se procura identificar traços de personalidade que o caracterizam como psicopata, sociopata ou criminoso, enfim, traços que o tornam diferente dos outros seres humanos. Mas, modernamente considerando que qualquer tentativa de explicação biológica para o crime, geralmente desencadeia um juízo prévio de que seria difícil alterar o que é determinado biologicamente, foram sendo progressivamente

Relacionados

  • Importancia da criminalistica no mundo actual
    6155 palavras | 25 páginas
  • Contribuição da criminologia crítica para o desenvolvimento da atividade de segurança pública pela polícia militar do estado do paraná
    5027 palavras | 21 páginas
  • Criminologia
    2732 palavras | 11 páginas
  • Nascimento da Criminologia
    2394 palavras | 10 páginas
  • criminologia
    1687 palavras | 7 páginas
  • Introdução a Criminologia
    1255 palavras | 6 páginas
  • A CRIMINOLOGIA NO SÉCULO XXI
    14278 palavras | 58 páginas
  • Criminologia aplicada ao Direito Penal - A ressocialização do indivíduo criminoso
    17972 palavras | 72 páginas
  • Psicopatia - o crime praticado por psicopata com personalidade passional e a legislação penal vigente
    14300 palavras | 58 páginas
  • Criminologia
    4823 palavras | 20 páginas