Traumatismo Cranio Encefalico

1472 palavras 6 páginas
INTRODUÇÃO
O Traumatismo Cranioencefálico (TCE) é caracterizado como um insulto ao cérebro,causado por uma força externa, que pode produzir uma lesão anatômica ou comprometimento funcional do couro cabeludo, crânio, meninges ou encéfalo.O estado de consciência pode ser alterado ou diminuído, podendo resultar em deficiência da capacidade cognitiva, do funcionamento físico, comportamental ou emocional. Entre as diversas causas de TCE, as principais podem ser agrupadas entre os acidentes com meios de transporte (acidentes automobilísticos, motociclísticos, atropelamentos e acidentes ciclísticos), agressões físicas (com ou sem o uso de armas) e as quedas .No conjunto de lesões decorrentes de causas externas, o TCE destaca-se em termos de
…exibir mais conteúdo…

O penetrante resulta habitualmente de ferimento por projétil de arma de fogo e por arma branca. A penetração através da dura-máter é o que determina se a lesão é fechada ou penetrante. A avaliação da gravidade do TCE é baseada na ECG, sendo que na literatura, há uma variação quanto à pontuação dessa escala. Alguns autores classificam o TCE leve com ECG 4 de 13 a 15, moderado ECG de 9 a 12 e grave ECG de 3 a 8. Outros, no entanto, classificam o TCE leve com ECG 14 e 15, moderado ECG 9 a 13 e grave ECG 3 a 8. Quanto a morfologia, o TCE pode ser classificado em lesões extracranianas, intracranianas e fraturas de crânio. As lesões extracranianas são determinadas pelas lacerações do couro cabeludo, podendo ser fonte importante de sangramento e hematomas subgaleais. As lesões intracranianas podem ser focais, compostas por hematomas extradural, sub-dural ou intra-parenquimatoso; ou difusas composta pela concussão, lesão axonal difusa ou edema e ingurgitamento cerebral. Já as fraturas de crânio podem ser lineares, cominutivas, com afundamento geralmente estão associadas com lesão da duramáter e do parênquima cerebral ou com lesões diastáticas. A lesão encefálica definitiva que se estabelece após o TCE, é resultado dos mecanismos fisiopatológicos que se iniciam com os acidentes e se estendem por dias a semanas. Desta forma, as lesões cerebrais são classificadas em primárias e secundárias As lesões

Relacionados

  • Tce(traumatismo cranio encefalico)
    961 palavras | 4 páginas
  • traumatismo craniano
    2052 palavras | 9 páginas
  • A INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PACIENTES PÓS TRAUMA CRÂNIO ENCEFÁLICO (TCE) NA UNIDADE DE TRATAMENTO INTENSIVO (UTI)
    4643 palavras | 19 páginas
  • TCE sinais e sintomas
    1538 palavras | 7 páginas
  • Encefalo
    3455 palavras | 14 páginas
  • trabalho de forames
    3272 palavras | 14 páginas
  • ESTUDO DE CASO. PRÁXIS DE ENFERMAGEM NA ALTA COMPLEXIDADE APLICADA AO SUJEITO ACOMETIDO POR TRAUMA CRANIOENCEFÁLICO.
    4052 palavras | 17 páginas
  • Nervos Cranianos
    1622 palavras | 7 páginas
  • Sistema nervoso central
    1269 palavras | 6 páginas
  • Ressonancia magnetica do cranio
    5035 palavras | 21 páginas