Um estranho e m goa

1522 palavras 7 páginas
UM ESTRANHO EM GOA: UM ESTUDO SOBRE A INTERTEXTUALIDADE
Cíntia Cristina de SOUZA

O trabalho em questão tem como objetivo analisar os recursos de linguagem da obra Um Estranho Em Goa do autor angolano José Eduardo Agualusa . Assim como primeiro elemento de pesquisa em nosso trabalho faremos a abordagem do enredo da citada obra já que por ser literatura africana contemporânea é pouco conhecida e difundida. Em seguida temos o intuito de analisar/expor algumas reflexões a partir das epigrafes apresentadas em alguns capítulos do romance e a referência ao que será abordado no capítulo que elas antecedem. Também analisaremos as citações presentes no corpo do texto que o autor utiliza para elucidar algumas passagens.
Palavras-chaves: Um
…exibir mais conteúdo…
Segundo Paulino, Walty e Cury “epígrafe constitui uma escrita introdutória de outra” (1997,25). A epígrafe pode resumir ou introduzir o que será tratado posterior a ela e é o que ocorre no romance de Agualusa onde o autor utiliza as epígrafes no início de alguns capítulos e essas introduzem o que é falado no decorrer de desse.
A obra também contém citações que é “a retomada explícita de um fragmento de texto no corpo de outro texto” (1997,28). Elas são utilizadas para elucidar uma idéia. O autor de Um Estranho Em Goa as utiliza para quando faz um comentário ou descreve algo para torná-lo mais claro e bem explicado.

A ANÁLISE

Como podemos perceber a obra Um Estranho Em Goa tem como recurso de linguagem a intertextualidade que estão presentes nas epígrafes e citações que permeiam a obra.Vejamos então alguns exemplos.
Na página seguinte ao mapa do estado de Goa encontramos a primeira epígrafe do livro uma música de Caetano Veloso:
Onde será que isso começa
A correnteza sem paragem
O viajar de uma viagem
A outra viagem que não cessa?

A música referida é intitulada “O Nome Da Cidade”, nela o músico fala sobre viagem e sobre “a outra viagem que não cessa” que é a viagem interior. No capitulo que ela antecede o autor do livro fala sobre o motivo de sua viagem que era a busca por Plácido Domingo, sobre sua chegada a Goa, narrando diversos lugares e citando o nome destes, falando das pessoas goesas do apego delas a cultura

Relacionados

  • A BRUXA DE EVORA
    17410 palavras | 70 páginas