Uma perspectiva não escolar no estudo sociológico da escola

13023 palavras 53 páginas
Uma perspectiva não escolar no estudo sociológico da escola

MARILIA PONTES SPOSITO

MARILIA PONTES
SPOSITO é professora da Faculdade de Educação da USP.

210

S

Se a escola tem ocupado o centro da

reflexão sociológica sobre a educação, no
Brasil, é preciso reconhecer que essa mesma reflexão apresenta algumas rupturas e delimita, também, possíveis continuidades.
Sem realizar um balanço da sociologia da educação, como outros já o fizeram, é possível retomar alguns aspectos dessa tradição, sobretudo aquela que nasce na USP no início da década de 1950, para evidenciar o quanto algumas dessas orientações permitem, ainda hoje, oferecer caminhos sugestivos, capazes de enriquecer a compreensão sobre a instituição
…exibir mais conteúdo…

REVISTA USP, São Paulo, n.57, p. 210-226, março/maio 2003

1 Ao analisar essa formulação de Bourdieu, Catani, Catani e
Pereira (2001, p. 128) alertam que, para ele, “a questão a ser pesquisada em cada caso particular – entendido sempre como ‘modalidade do possível’, isto é, ‘o invariante na variante observada’ – é sempre a contribuição do sistema de ensino e a forma específica pela qual esta se reveste para a reprodução da estrutura das relações, simultaneamente de força e simbólicas, entre todos os agentes sociais (grupos, classes, instituições)”.

211

o estudo da escola ainda constitui campo importante da reflexão sociológica sobre a educação, desde que incorporado no quadro de uma maior complexidade das relações entre as agências socializadoras (2).
A pertinente expressão de Heloísa Fernandes (1994) “sociedade escolarizada” retém a relevância da escola quando afirma estar essa instituição no centro das referências identificatórias do mundo moderno, independente de nossa adesão ou crítica.
Uma orientação mais aberta impediria não só que a sociologia da educação se transformasse apenas em uma sociologia da escola, mas resultaria em uma

Relacionados

  • ASPECTOS ECONÓMICOS DA ORIENTAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL
    3021 palavras | 13 páginas
  • Temas transversais
    995 palavras | 4 páginas
  • INFÂNCIA E SOCIEDADE: O Conceito de Infância
    2791 palavras | 12 páginas
  • Trabalho sobre filosofia e sociologia no ensino médio
    6373 palavras | 26 páginas
  • Violencia escolar
    1277 palavras | 6 páginas
  • Educação física e o conceito de cultura
    1883 palavras | 8 páginas
  • Cipriano
    2544 palavras | 11 páginas
  • Educação física e o conceito de cultura - jocimar daolio - resenha
    1988 palavras | 8 páginas
  • Abordagens pedagógicas da ed. física escolar: sistêmica e saúde renovada
    1825 palavras | 8 páginas