Voltaire Envereda

2156 palavras 9 páginas
Voltaire envereda-se pela analise dos procedimentos dos romanos e encontra diversos exemplos que podem ilustras também outra ideia de tolerância. Na verdade era invejável a logica do pensamento romanoce, inclusive o pensamento que era legitimidado pelo próprio senado, a saber, comept,. Se na grecia o respeito ao culto foi inserido na constituição legal da sociedade e tal contribuição fora fundamenta para o desenvolviemtno social e politico, os romanos pensam em algo similar porem com foco puramente religioso,. Ao que parece os romanos deixavam as injurias as blasfêmias sujeitas a própria sorte. Muito embora nao professassem da mesma fe, ou rendessem os mesmos cultos, permitiam todos, permitiam ate que um templo de um deus egípcio fosse erguido em solo romano. Dessa forma segundo Voltaire continua a refletir se o povo romano foi de fato tolerante. Voltaire nos convida a pensar em cicero e seneca e suas relacoes com o inferno e a vida pos morte respectivamente. O primeiro acredivtava ser o inferno algo tao improvável que nem mesmo um velho imbecil lhe poderia acreditar, e o outro defensia que apos a morte nao restava nada, ate mesmo a morte era nada.a tolerância dos romanos nao se levanta ate mesmo afirmcaoes como esta, admiralvemente paa Voltaire egípcios e judeus erguiam templos, caso dos primeiros e ate comerciavam em roma, caso dos segundos, provando mais uma vez a vocação tolerandte da ate então capital do mundo. Outra vocação latente do povo romano, o direito,

Relacionados

  • TEOLOGIA PROGRESSISTA E LIBERAL
    15353 palavras | 62 páginas