ação indenização por dano moral decorrente de difamação e calúnia

3040 palavras 13 páginas
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE ________ ESTADO DO _______,

FULANO_______, Brasileiro, solteiro, funcionário público, regularmente inscrito no RG __, CPF __, residente e domiciliado na Rua __, podendo também ser encontrado na Rua __, (conforme documentos, 01 e 02 em anexo) vem com o devido acatamento à presença de Vossa Excelência, propor a presente: AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS

Em face de PELTRANO, podendo ser encontrado na __, de acordo com os fatos e fundamentos jurídicos que ora passa a apresentar.

DOS FATOS:

Em meados de Abril de 2011, os réus iniciaram alegações inverídicas contra o autor, de que esta teria recebido dinheiro na cidade
…exibir mais conteúdo…
Os réus proferiram suas calúnias e difamações de forma expressa, ou seja, resta comprovado o dano moral ocasionado por eles, bem como, o dolo em fazê-lo, conforme se destaca dos documentos encartados em anexo.

O autor pode comprovar que sempre manteve uma postura honesta perante a sociedade em geral, especialmente na comunidade de Manoel Urbano onde morou por dois anos, mediante prova testemunhal, eis que as pessoas que conviveram com o autor presenciaram sua conduta honesta que não merecia ter sido atingida pelo dano moral ocasionado pelos réus.

O autor também pode provar o dano moral ocasionado mediante prova testemunhal.

De praxe Meritíssimo, o que se procura com a presente demanda, é o ressarcimento pelo dano moral que o autor sofreu por ter sido imputada ao mesmo um crime que não se restou verificado e do qual é inocente, acarretando assim enormes dores de cabeça, isso sem falar num total ato de desonestidade por parte dos réus.

A atitude dos réus causou o mencionado DANO MORAL contra o autor, já que este é inocente do crime que lhe foi imputado até que seus acusadores provem o contrário, provas estas que os réus não possuem vez que causaram o dano motivado pela má-fé visando ainda que o autor fosse exonerado de seu emprego público, sua única forma de sustento.

E todos esses malefícios provocados pelos réus continuam a se prosperar, pois cada dia mais as pessoas tomam conhecimento do assunto e fazem um mal-juízo do autor, que

Relacionados

  • Trabalho sobre responsabilidade civil: calúnia, injúria e difamação.
    8052 palavras | 33 páginas
  • Contestação
    655 palavras | 3 páginas
  • petição inicial
    4094 palavras | 17 páginas
  • Responsabilidade Civil
    2556 palavras | 11 páginas
  • Dano moral trabalhista
    2028 palavras | 9 páginas
  • Integridade moral como direito da personalidade
    7034 palavras | 29 páginas
  • Ação de Nulidade de Contrato por vício Redibitório
    4130 palavras | 17 páginas
  • Parecer juridico
    3167 palavras | 13 páginas
  • A Banalização dos Danos Morais nos Juizados Especiais Cíveis
    9279 palavras | 38 páginas
  • AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO COM OBRIGAÇÃO DE FAZER E INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS, COM PEDIDO LIMINAR
    3960 palavras | 16 páginas