analise do poema Ismalia

1162 palavras 5 páginas
← O CangaçoEstilísca do Som ou Fônica →
Simbolismo em Alphonsus de Guimaraens poema “Ismália”
Publicado em 23 de dezembro de 2008 por Da Paz
Professor: Francesco

Disciplina: Literatura Brasileira III

Acadêmica: Joana da Paz

26 / 07 / 2008

“Toda tristeza que anda nos meus olhos veio de ti, meu pai, que pelos ermos choraste olhando as águas do
Mondego”

Alphonsus de Guimaraens

Simbolismo em Alphonsus de Guimaraens poema “Ismália”

Introdução

Entende-se aqui por Simbolismo, não o conjunto de manifestações espiritualistas do último quartel do séc. XIX e o primeiro quartel do séc. XX (como têm entendido alguns), mas, num sentido mais especificamente histórico-literário, uma escola ou corrente poética (incluindo a poesia em prosa e a poesia teatral), que se afirma sobretudo entre 1890 e 1915 e que se define por um conjunto de aspectos, aliás variáveis de autor para autor, que dizem respeito às atitudes perante a vida, à concepção da arte literária, aos motivos e ao estilo. Sem dúvida esta corrente literária insere-se na atmosfera mental, antipositivista, de fins do séc.
XIX; mas certos caracteres de técnica literária, de forma, são inerentes ao conceito de Simbolismo aqui adaptado.

Alphonsus de
Guimaraens forma, com Cruz e Sousa, Eduardo Guimaraens e Emiliano Perneta, a ala mais representativa de nosso Simbolismo, seja pelo valor da

Relacionados

  • analise morfologica do poema ode ao burgues
    1126 palavras | 5 páginas
  • Análise do poema motivo, de cecilia meireles
    471 palavras | 2 páginas
  • ANÁLISE DO POEMA “ODE AO BURGUÊS” DE MARIO DE ANDRADE
    484 palavras | 2 páginas
  • A Mensagem Análise do Poema "D. Sebastião Rei de Portugal"
    952 palavras | 4 páginas
  • Análise do Poema "Eu nunca guardei rebanhos" de Alberto Caeiro
    1239 palavras | 5 páginas
  • Análise do poema paisºagem n3 - mário de andrade
    1165 palavras | 5 páginas
  • Análise do poema sonhos de menina, de cecília meireles
    1194 palavras | 5 páginas
  • Análise do poema "volta à casa paterna"
    1591 palavras | 7 páginas