condutos pressurizados

922 palavras 4 páginas
O ESCOAMENTOS EM CONDUTOS PRESSURIZADOS, nos quais o fluido escoa dentro das canalizações onde a pressão é diferente da atmosférica, ou seja a pressão efetiva é diferente de zero. Quase Todos os sistemas de tubulações de abastecimento de água, condutos de sucção, sifões verdadeiros e invertidos, condutos de alimentação das turbinas nas hidrelétricas, tubulações de gasodutos e oleodutos utilizam este tipo de escoamento.
Os condutos funcionam sempre à seção plena, são fechados e fabricados para resistirem à pressão interna de trabalho

.
O fator determinante nos escoamentos em condutos Pressurizados é a perda de energia gerada pelos atritos internos do fluido e pelos atritos entre ele e a tubulação. Sendo neste caso
…exibir mais conteúdo…
A perda de carga (energia por unidade de peso específico e volume) distribuída nos escoamentos pressurizados é aquela que ocorre em função dos atritos ao longo da tubulação, essas perdas por atrito tem grande importância no estudo da hidráulica e é um dos mais pesquisados. as experiências de laboratório (empíricas) para condutos de seção circular permitem afirmar que a perda de carga por atrito é:
• diretamente proporcional ao comprimento do conduto;
• inversamente proporcional a uma potência do diâmetro do conduto;
• função de uma potência da velocidade média de escoamento do fluido;
• variável com a natureza das paredes internas do conduto (rugosidade), para o regime turbulento;
• independente da posição física do conduto;
• independente da pressão interna do fluido;
• diretamente proporcional à viscosidade cinemática do fluido.
1.4.1.1. Rugosidade
Diz respeito às asperezas internas do conduto, comumente definida por
Rugosidade Equivalente (k).
A relação entre a rugosidade equivalente e o diâmetro do conduto é chamada
Rugosidade Relativa (k/D).
A rugosidade depende da natureza da parede interna do conduto e é função de:
• material empregado na fabricação do tubo;
• processo de fabricação do tubo;
• comprimento do tubo e sistema de ligação;
• técnica de assentamento;
• estado de conservação das paredes internas;
3
existência de revestimentos internos especiais;
• emprego de

Relacionados

  • Calor e massa
    1835 palavras | 8 páginas
  • Regulador de velocidade
    9667 palavras | 39 páginas
  • CONDUTOS LIVRES lido
    876 palavras | 4 páginas
  • Hidrometria e Medição de Vazão em Condutos Livres e Forçados
    1758 palavras | 7 páginas
  • Turbinas kaplan
    902 palavras | 4 páginas
  • MEDIÇÃO DE VAZÃO EM CONDUTOS FORÇADOS
    984 palavras | 4 páginas
  • Pneumatica e hidraulica
    3389 palavras | 14 páginas
  • Escoamento viscoso em condutos
    1284 palavras | 6 páginas
  • Relatório de calculo da vazão de uma bomba hidraulica
    944 palavras | 4 páginas
  • Efeitos fisiológicos da variação de pressão
    10393 palavras | 42 páginas