direito das sucessões

3678 palavras 15 páginas
82- O que nossa lei civil considera testamento?
R.: Nossa lei civil considera testamento o ato jurídico unilateral, pelo qual alguém, em conformidade com a lei, dispõe, no todo ou em parte, de seu patrimônio. 83- Além de direitos patrimoniais, sobre que mais pode dispor o testamento?
R.: O testamento pode dispor sobre matérias estritamente pessoais ou morais como, por exemplo, reconhecer filhos naturais, nomear tutor para filho menor ou constituir renda, por exemplo, que pode ser feito por meio de ato de última vontade. 03) Sobre o que não pode dispor o testamento?
R.: O testamento não pode dispor sobre a legítima/herança (50%) dos herdeiros necessários. 84- Quem pode testar?
R.: Pode testar toda pessoa que possua capacidade civil plena na data em que for fazer o testamento, e também o maior de 16 anos. Sendo um ato personalíssimo, poderá ser mudado a qualquer tempo, prevalecendo a última versão sobre as demais.
85- Quais as características do testamento?
R.: As características do testamento são: ato jurídico unilateral, gratuito, solene e revogável.
86- Quem não pode testar?
R.: Não podem testar, além dos incapazes (menor de 16 anos), os que no ato de fazê-lo, não tiverem pleno discernimento.
87- O testador faz e registra o testamento em fevereiro de 2003, data que era plenamente capaz. Em maio de 2003 é acometido de moléstia, que o incapacita à prática de qualquer ato da vida civil. Perderá o testamento a

Relacionados

  • Direito das sucessões
    2843 palavras | 12 páginas
  • Direito das Sucessões - Ação de Sonegados
    2121 palavras | 9 páginas
  • Questões de Direito das Sucessões
    1887 palavras | 8 páginas
  • Análise acerca da necessidade da outorga conjugal na renúncia e cessão de direitos hereditários
    4869 palavras | 20 páginas
  • Os efeitos do contrato de doação no direito sucessório
    3501 palavras | 15 páginas
  • Organização judiciária no espírito santo
    2981 palavras | 12 páginas
  • Dos legados - Civil
    5535 palavras | 23 páginas
  • Sucessões no direito romano
    5695 palavras | 23 páginas
  • A necessidade de autorização conjugal na renúncia à herança
    7249 palavras | 29 páginas