evoluçao da caneta

1699 palavras 7 páginas
A evolução da escrita Da pena de ganso à ponta porosa, as canetas se tornaram cada vez mais práticas e populares
1 – Plumas

Feitas de penas de aves, principalmente gansos, elas apareceram no início da era Cristã. Foram muito usadas até o século XIX, gerando um rico comércio de penas em todo o mundo. Entre 1800 e 1830, a cidade de São Petersburgo, na Rússia, chegou a enviar mais de 27 milhões de penas por ano para a Inglaterra.
2 - Caneta-tinteiro

O primeiro modelo comercial foi criado pelo americano Lewis Edson Waterman em 1884. Mas, nas memórias da czarina russa Catarina, escritas em 1748, há uma menção a um instrumento parecido. No modelo de Waterman, a tinta era injetada no reservatório com um tipo de seringa. Os cartuchos descartáveis só começaram a ser vendidos em 1927.
3 – Esferográfica

A idéia de usar na ponta da caneta uma pequena esfera de metal, molhada pela tinta que vem de um tubinho, surgiu no final do século XIX. O húngaro Lazlo Josef Biro aperfeiçoou a idéia e popularizou a esferográfica a partir de 1938. Em meados da década de 40, Biro passou a patente para o francês Marcel Bich, criador da Bic, que, hoje, vende 10 milhões de canetas por dia em todo o planeta.
4 - Ponta porosa

Um modelo primitivo já era usado nos anos 40. O sistema atual, com ponta porosa feita de fibra sintética, foi apresentado pelo japonês Yukio Horie, em 1962. O produto foi aperfeiçoado e, em 1973, surgiu a Roller Ball, que unia o sistema da caneta de Horie com a

Relacionados

  • A evolução da educação a distancia
    1998 palavras | 8 páginas
  • Evolução das impressoras
    1317 palavras | 6 páginas
  • A Evolução Das Máquinas Operatrizes
    1552 palavras | 7 páginas
  • Evolução historica da economia
    4338 palavras | 18 páginas
  • A evolução tecnológica da arte
    1603 palavras | 7 páginas
  • Evolução no mercado da beleza
    1227 palavras | 5 páginas
  • Teoria da evolução
    3216 palavras | 13 páginas
  • A evoluçao da camera fotografica
    1417 palavras | 6 páginas