filosofia

815 palavras 4 páginas
Aluna: Ana Carolina Neves Lira
Professor (a):Sheylla da Silva Mendes
Disciplina: Filosofia e ética Profissional
Curso: Ciências Contábeis Período:1Turno: Manhã Turma: G
Relatório
Atos de fala, teoria do conhecimento e códigos de Ética do contabilista.
João Pessoa,
A teoria dos atos da fala teve inicio com o filosofo inglês John Langshaw Austin (1911-1960), inicialmente, Austin distinguiu dois tipos de enunciados: constativos e os performativos: Constativo é um ato da fala que pode ser verdadeiro ou falso em relação aos fatos que descreve; performativos é um ato que não é realmente verdadeiro nem falso, uma vez que não descreve um fato. Austin propõe que a visão performativa seja ampliada para todas as linguagens. Isso lhe permite que sejam constituídas três dimensões integradas dos atos de fala; Locucionário: é o que produz os sons pertencentes a um vocabulário quando a articulação entre sintaxe e a semântica; Ilocucionário: é o que realiza uma ação através de um enunciado. Perlocucionário é o ato que produz efeito sobre o interlocutor.
Um exemplo dado por Austin:
1. Ele me disse “atire nela!” (Ato locucionário.)
2. Ele me mandou atirar nela. (Ato ilocucionário.)
3. Ele me convenceu a atirar nela. (Ato perlocucionário.)
Ilocucionario pode ser divididos em 5 classes: Veredictivos, aquele que da um veredito;
Exercitivos, consistem no exercício de poderes, direitos ou influências;
Compromissivos ou comissivos caracterizam-se em

Relacionados

  • Filosofia
    1092 palavras | 5 páginas
  • Filosofia
    2615 palavras | 11 páginas
  • Filosofia
    1162 palavras | 5 páginas
  • filosofia
    2085 palavras | 9 páginas
  • Filosofia
    340 palavras | 2 páginas
  • filosofia
    1374 palavras | 6 páginas
  • Filosofia
    3643 palavras | 15 páginas