o iluminismo frances e alemao

343 palavras 2 páginas
Paralelamente a expansão capitalista dos séculos XVII e XVIII, o racionalismo dominava a Europa, transmitindo a ideia de que a razão era o principal instrumento do ser humano para enfrentar os desafios da vida. Assim, desenvolveu-se o pensamento cultural do século XVIII, denominado Iluminismo, ou Filosofia das Luzes. O Iluminismo enfatizou a capacidade humana de, pelo uso da razão, conhecer a realidade e intervir nela. A principal diferença entre o Iluminismo Germânico e o Iluminismo Francês é o sentimento religioso, pois o Iluminismo Francês tinha o sentimento anticlerical, enquanto no Iluminismo Alemão esse sentimento era inexistente.
Os principais filósofos do Iluminismo Francês foram Montesquieu e Voltaire. Para Montesquieu os poderes do Estado deveriam ser separados (em Legislativo, Judiciário e Executivo), como uma forma de evitar abusos dos governantes e proteger as liberdades individuais, porém, ele também não defendia uma república burguesa, suas simpatias políticas inclinavam-se para um liberalismo aristocrático. Voltaire destacou-se pelas críticas que fez à prepotência dos poderosos, ao clero católico e à intolerância religiosa.
O principal filósofo do Iluminismo Alemão foi Immanuel Kant. Para ele a filosofia deveria responder a quatro questões fundamentais: “O que posso saber?”, “Como devo agir?”, “O que posso esperar?”, e “O que é o ser humano?”. Para Kant o Iluminismo é a possiblidade de o ser humano guiar-se por sua própria razão, sem se deixar enganar

Relacionados

  • Filosofia Antiga - CONTEXTO HISTÓRICO, DATAS E SUBDIVISÕES DO PERÍODO
    671 palavras | 3 páginas
  • Principais filosofos iluministas
    831 palavras | 4 páginas
  • Roteiro de leitura: "O historiador e a questione della língua" STEINBERG, Jonathan
    2116 palavras | 9 páginas
  • A Era da Cidadania burqusa
    2836 palavras | 12 páginas
  • as origens do iluminismo
    1272 palavras | 6 páginas
  • resenha do livro Teoria da História
    1495 palavras | 6 páginas
  • O iluminismo XVIII
    2742 palavras | 11 páginas
  • A RAZÃO EM BUSCA DA LIBERDADE
    857 palavras | 4 páginas