origem das tranças

897 palavras 4 páginas
Em alta, as tranças tem ganhado a cabeça das mulheres de diferentes estilos, da sofisticada a descolada a trança tem ganhado um espaço que a muito tempo não se via. As famosas, anônimas, de cabelos longos ou não estão entrando nesse mar de diversidade e usufruindo do charme que uma trança é capaz de dar. Mas você sabe de onde e como ela foi criada?
As primeiras tranças foram percebidas em estátuas, como a Vênus de Brassempouy e a Vênus de Willendorf, datando de cerca de 22 mil anos antes de Cristo. No entanto, a praticidade do penteado só começou a ser notada muito tempo depois.
"Trançar o cabelo é uma técnica antiga. Desde o surgimento da civilização africana, o estilo tem sido usado para identificar tribos, origem, idade, estado civil, religião, riqueza e posição social das pessoas.
Podemos observar vários exemplos: na Grécia antiga, estava sempre presente nas cabeças de suas Deusas e sacerdotisas, durante a Idade Média estava presente nas mulheres com seus penteados muito elaborados e refinados (que podemos apreciar nas pinturas Medievais e Renascentistas). Outro momento histórico das tranças foi durante a década de 70, mas até hoje este entrelaçar de cabelos tem ganhado novos formatos e adeptos no mundo todo.

Egito antigo
Todos têm em mente a imagem de uma Cleópatra cheia de tranças. De fato, a rainha amava separar suas madeixas com bijoux, fios de ouro, e até extensões. Reveladora de estatus social, o penteado aparecia sempre de forma bem elaborada. Ter muitas

Relacionados

  • Origem Da Vida Borella
    2952 palavras | 12 páginas
  • Origem da ideologia
    1284 palavras | 6 páginas
  • Resumo: origem da vida
    1325 palavras | 6 páginas
  • A origem da lingua inglesa
    2583 palavras | 11 páginas
  • Origem das radiações
    1400 palavras | 6 páginas
  • A ORIGEM DA FISIOTERAPIA
    966 palavras | 4 páginas
  • A origem da lingua inglesa
    1597 palavras | 7 páginas
  • Origem da Lingua Inglesa
    2077 palavras | 9 páginas
  • A origem da fanfarra
    1004 palavras | 5 páginas