só o Estado reúne as condições de promover ações permanentes, abrangentes e sistemáticas, na provisão de serviços e sistemas socioambientais, através da elaboração de políticas públicas.

1999 palavras 8 páginas
(ENADE 2007 – Adaptado). A transição para um tipo de desenvolvimento que seja ambiental e socialmente sustentável exige a aplicação de esforços contínuos de informação e capacitação de diversos atores sociais, para a formação de uma sociedade proativa em relação às diversas questões socioambientais, nas quais os problemas ambientais e sociais estão incluídos, já que estes são fundamentalmente problemas humanos, considerando-se tanto as suas origens como as suas consequências. Neste contexto, a elaboração e execução de projetos socioambientais cada vez mais vêm sendo realizados por Organizações Não Governamentais, mas a atuação destas instituições não esgota o atendimento às demandas e não é suficiente para resolver os problemas …exibir mais conteúdo…
Ele tem elaborado uma nova gramática no repertório das demandas e dos conflitos sociais, trazendo novamente as lutas sociais para o palco da cena pública, e a política para a dimensão, tanto na forma de operar, nas ruas, como no conteúdo do debate que trouxe à tona: o modo de vida capitalista ocidental moderno e seus efeitos destrutivos sobre a natureza (humana, animal e vegetal)”. GOHN, 2003.

É CORRETO afirmar que o movimento antiglobalização referido neste trecho:

Escolher uma resposta. a. é composto por atores sociais tradicionais, veteranos nas lutas políticas, acostumados, com o repertório de protestos políticos, envolvendo, especialmente, os trabalhadores, sindicalizados e suas respectivas centrais sindicais. b. não cria uma rede de resistência, expressando atos de obediência civil, e propostas de manutenção da atual forma de globalização, que não é considerada como o principal fator da exclusão social existente. c. aprova as imposições de um mercado global, uno, voraz, além de aceitas os valores impulsionadores da sociedade capitalista, alicerçada no lucro e no consumo de mercadorias supérfluas. d. defende outro tipo de globalização, baseado na solidariedade e no respeito às culturas, voltado para um noto tipo de modelo civilizatório, com desenvolvimento econômico, mas também com justiça e igualdade social. e. recusa a utilização de mídias, tradicionais ou novas, que são consideradas

Relacionados

  • Oficina de Educação Ambiental
    2802 palavras | 12 páginas