sarau na trindade

1701 palavras 7 páginas
Definição: Um Sarau é um evento cultural ou musical realizado geralmente em casa particular onde as pessoas se encontram para se expressarem ou se manifestarem artisticamente (pode envolver dança, poesia, leitura de livros, música acústica e também outras formas de arte como pintura e teatro). Era um evento bastante comum no século XIX (19) que tem sido redescoberto pelo seu caráter de inovação, descontracção e satisfação.
Algumas ideias sobre o Sarau do Teatro da Trindade: Também pode ser mencionado por Sarau Literário do Teatro da Trindade e é um espectáculo literário, de Lisboa, daquela época.

3º Diapositivo- Sarau do Teatro da Trindade
• Objectivo da
…exibir mais conteúdo…

Francisco, Ega, que se demorara no corredor a procurar a charuteira pelos bolsos do paletó, entrou na sala, perguntando a Maria, já sentada ao piano:
— Então, definitivamente, Vossa Excelência não vem ao sarau da Trindade?...
Ela voltou-se para dizer, preguiçosamente, por entre a valsa lenta que lhe cantava entre os dedos:
— Não me interessa, estou muito cansada...
— É uma seca — murmurou Carlos do lado, da vasta poltrona onde se estirara consoladamente, fumando, de olhos cerrados.
Ega protestou. Também era uma maçada subir às pirâmides no Egipto. E no entanto sofria-se invariavelmente, porque nem todos os dias pode um cristão trepar a um monumento que tem cinco mil anos de existência... Ora a Sr.a D. Maria, neste sarau, ia ver por dez tostões uma coisa também rara — a alma sentimental de um povo exibindo-se num palco, ao mesmo tempo nua e de casaca.
— Vá, coragem! Um chapéu, um par de luvas, e a caminho!
Ela sorria, queixando-se de fadiga e preguiça.
— Bem — exclamou Ega — eu é que não quero perder o Rufino... Vamos lá, Carlos, mexe-te!
Mas Carlos implorou clemência:
— Mais um bocadinho, homem! Deixa a Maria tocar umas notas do Hamlet. Temos tempo... Esse Rufino, e o Alencar, e os bons, só gorjeiam mais tarde...

Ega alçou os braços ao ar, desolado. Aí está como se pervertia um cidadão, impedindo-o de proteger as letras pátrias — com promessas pérfidas de tabaco e de

Relacionados

  • Sarau do teatro da trindade
    1697 palavras | 7 páginas
  • Os Maias - Capítulos XV e XVI
    2056 palavras | 9 páginas
  • Os maias analise
    8800 palavras | 36 páginas
  • Os maias - visão sinóptica dos capítulos
    3019 palavras | 13 páginas
  • Resumo do capitulo XVII dos Maias
    1115 palavras | 5 páginas
  • Sobre os maias
    3456 palavras | 14 páginas
  • o realismo nos maias
    1950 palavras | 8 páginas
  • Os maias
    2333 palavras | 10 páginas
  • Roteiros de leitura: síntese d'os maias
    3536 palavras | 15 páginas
  • Resumo detalhado por capítulo de "os maias" de eça de queirós
    9340 palavras | 38 páginas