serviço social

10478 palavras 42 páginas
O Trabalho do Assistente Social na Área de Educação Especial

1. Introdução
Um estudo acerca da relação entre Serviço Social e os direitos das pessoas com deficiência deve partir do pressuposto de que é pela via da garantia dos direitos, que o assistente social manifesta seu compromisso com a democratização do Estado e da sociedade, enfatizando, portanto, temáticas como movimentos sociais e assessoria.
É importante ressaltar que no processo de assessoria, o Serviço Social busca fortalecer uma prática que vise contribuir para a emancipação das classes subalternas, contribuindo, assim, para a participação efetiva da população usuária na perspectiva de promoção da autonomia e politização dos mesmos. Para ilustrar o desenvolvimento da Educação Especial no Brasil, este artigo inicia com um breve histórico da Política de Educação Especial no país e levanta uma discussão sobre a importância da inserção da família no ambiente escolar, buscando focar a intervenção do profissional de Serviço Social nesse processo. Para tal, tomamos como exemplo o Instituto Nacional de Educação de Surdos – INES, onde o Serviço Social, a partir de recursos teórico-metodológicos, ético-políticos e técnico-operativos; realiza um trabalho de assessoria às famílias para organização em associações e incentiva sua participação em discussões junto aos Conselhos de Direitos.

2. Breve Histórico da Política de Educação Especial
O primeiro passo concreto no Brasil para garantir o direito à cidadania

Relacionados

  • Serviço Social
    924 palavras | 4 páginas
  • Serviço social
    2526 palavras | 11 páginas
  • Serviço social
    1469 palavras | 6 páginas
  • Serviço social
    1601 palavras | 7 páginas
  • serviço social
    727 palavras | 3 páginas
  • Serviço social
    8009 palavras | 33 páginas
  • Serviço social
    3559 palavras | 15 páginas
  • serviço social
    931 palavras | 4 páginas
  • serviço social
    1107 palavras | 5 páginas
  • Serviço Social
    2288 palavras | 10 páginas