vida e obra de antonio bandeira

1353 palavras 6 páginas
CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ
FACULDADE CEARENSE
CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
HABILITAÇÃO EM JORNALISMO

RODRIGO HENRIQUE DUARTE PONTE

ARTIGO ILUSTRADO
VIDA DO ARTISTA PLÁSTICO ANTONIO BANDEIRA E SUA OBRA “O SOL E A CIDADE”

FORTALEZA
2014

Antônio Bandeira foi um pintor e desenhista brasileiro. É um dos mais valorizados pintores brasileiros e tem obras nas maiores coleções particulares e museus do Brasil e do mundo. Junto com Aldemir Martins, Inimá de Paula e outros, fez parte do Movimento Modernista de Fortaleza, nos anos 1940. Pioneiro do abstracionismo informal na pintura brasileira. É um dos fundadores do Centro Cultural Cearense de Belas-Artes – mais tarde Sociedade Cearense de Artes Plásticas. Antônio Bandeira nasceu em Fortaleza, Ceará, em 1922. Nascido em família humilde, seu pai, um ferreiro, ganhava o suficiente para garantir-lhe os estudos no Colégio Marista, em Fortaleza, onde a professora de desenho bem cedo percebeu o talento de Bandeira para a arte pictórica, dando-lhe o primeiro apoio para o desenvolvimento de seus pendores. Bandeira cria, em 1941, com artistas como Mário Baratta (1915 – 1983), Raimundo Cela (1890 – 1954) e Aldemir Martins (1922), o Centro Cultural de Belas Artes – CCBA, que pretendia mobilizar a cultura visual cearense. Com o grupo assim reforçado, os objetivos do Centro Cultural foram ampliados e criou-se, então, a Sociedade Cearense de Artes

Relacionados

  • Manuel bandeira
    4198 palavras | 17 páginas
  • Intertextualidade implicita e explicita
    1939 palavras | 8 páginas
  • Prova De Hist8 2015
    1077 palavras | 5 páginas
  • resenha arriguci
    2779 palavras | 12 páginas
  • Trabalho sobre os poetas brasileiros
    5294 palavras | 22 páginas
  • Contribuição dos sociologos brasileiros
    1493 palavras | 6 páginas
  • UFPE2007
    3686 palavras | 15 páginas
  • Manuel bandeira
    2331 palavras | 10 páginas
  • Resumo da historia de goias
    1638 palavras | 7 páginas
  • Modernismo no brasil
    3613 palavras | 15 páginas