A Africa dos grandes reinos e imperios

1764 palavras 8 páginas
A África dos grandes reinos e impérios

Antes de os europeus escravizarem os africanos, a partir do século XV, e colonizarem a África, no século XIX, diversas sociedades autônomas já existiam nesse continente, ou seja, as sociedades africanas já tinham a sua própria história. Algumas sociedades africanas pré-coloniais, sob o comando de chefes poderosos, ampliaram suas áreas de influência e dominaram outros povos, transformando-se, assim, em impérios e reinos prósperos e organizados, conforme relatos da época. Vamos falar sobre quatro dos grandes reinos africanos: Gana, Mali, Congo e Benin, mas antes se faz necessário conhecer um pouco mais do retrato físico deste continente. A diversidade social, política e cultural da África
…exibir mais conteúdo…
O Mali era um império poderoso, pois controlava o comércio transaariano e as rotas caravaneiras que se dirigiam para as principais cidades do reino, localizados em sua maioria às bordas do Rio Níger, semelhante a rota comercial de Gana. O comércio e principalmente as taxas sobre o tráfico de ouro, sal, escravos, marfim, noz-de-cola e outros produtos eram fundamentais para a manutenção do Estado, da corte e do mansa. O artesanato era bastante desenvolvido. Cada grupo de artesãos tinha seu representante junto ao imperador. Os governantes do Mali recebiam o título de mansa. Viajantes árabes relatavam histórias de alguns governantes que se tornaram famosos, como Sundiata, herói fundador que reinou de 1230 a 1255, e Mansa Musa, que governou entre 1312 e 1337.

A cidade de Tombuctu destacou-se como grande centro cultural do continente africano, onde havia vastas bibliotecas, madrassas (universidades islâmicas) e magníficas mesquitas que é o lugar onde a comunidade muçulmana se reúne para tratar de todas as questões que lhe interessa, questões religiosas, sociais, políticas e locais e também para rezar. Além disso, a cidade passou a ser o ponto de encontro de poetas, intelectuais e artistas da África e do Oriente Médio. Mesmo após o declino do império, Tombuctu permaneceu como um dos principais pólos islâmicos da África subsaariana. Em 1988, a cidade de Timbuctu foi declarada patrimônio mundial pela

Relacionados

  • Escultura em pedra, bronze, ouro e metais nos principais reinos da africa antiga
    1386 palavras | 6 páginas
  • Reino de Deus e Imperio das trevas
    1225 palavras | 5 páginas
  • Origem e declinio do imperio carolingio
    3134 palavras | 13 páginas
  • Ascensão e queda 3 grandes imperios
    793 palavras | 4 páginas
  • ÁFRICA: INTEGRAÇÃO E FRAGMENTAÇÃO
    619 palavras | 3 páginas
  • Resumo do Reino Axum
    937 palavras | 4 páginas
  • Africa india e china antiga
    1381 palavras | 6 páginas
  • As Grandes Guerras e a reordenação do espaço mundial
    1024 palavras | 5 páginas