A indisciplina em sala de aula no 5° ano do ensino fundamental em uma escola publica estadual

3844 palavras 16 páginas
ISEPPI

CELEUCIA RODRIGUES FARIAS

A INDISCIPLINA EM SALA DE AULA NO 5° ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM UMA ESCOLA PUBLICA ESTADUAL NO MUNICÍPIO DE ITACOATIARA.

ITACOATIARA
2013
CELEUCIA RODRIGUES FARIAS

A INDISCIPLINA EM SALA DE AULA NO 5° ANO DO ENSINO FUDAMENTAL EM UMA ESCOLA ESTADUAL NO MUNICÍPIO DE ITACOATIARA.

Projeto de pesquisa apresentado a Faculdade Pedra Pintada, como instrumento parcial de avaliação, para obtenção de nota.

ITACOATIARA
2013

SUMARIO
1.Introdução 03
1.1-O problema 04
1.2-Formulação do problema 04
1.3-Hipótese 04
1.4-Objetivos 05
1.4.1-Geral 05
1.4.2-Específicos 05
…exibir mais conteúdo…
È importante estudar a indisciplina como fenômeno social,pais interfere no ensino de aprendizagem . Observa-se que a questão esta relacionada a aspecto desenvolvido na escola como a postura do professor, sua pratica pedagógica, sistema da escola. A indisciplina è vista como uma atitude de desrespeito, do não cumprimento de regras capazes, de orientar a leva convivência de um grupo.

2. REFERENCIAL TEÓRICO

No Brasil colônia, a educação formal era de responsabilidade dos jesuítas. O ensino jesuíta tinha como principal preocupação a propagação da fé e da obediência. O catecismo era ensinado através de métodos como teatro, danças e músicas. Os padres jesuítas foram os primeiros professores do Brasil. A história mostra que não havia no Brasil Colônia um projeto educacional, pois o modelo econômico, extrativista, latifundiário e escravocrata vigente na época não exigia mão de obra qualificada. A educação trazida pela Companhia de Jesus visava, sobretudo, a difusão da fé católica, por meio da catequese. Foram os jesuítas que iniciaram a alfabetização de adultos, primeiramente de indígenas e depois de escravos. Para que a Companhia Jesuítica não se transformasse num “Estado dentro do Estado”, os jesuítas foram expulsos do Brasil, extinguindo-se assim o único sistema de educação deste período. Com a decadência do regime escravocrata e a substituição da mão de obra escrava pela assalariada, aconteceram, no Brasil, mudanças

Relacionados

  • INDISCIPLINA DO ALUNO EM SALA DE AULA: COMPORTAMENTO OU REAÇÃO DE DEFESA?
    8750 palavras | 36 páginas
  • Principais dificuldades que o professor de educação física tem no processo de ensino e aprendizagem
    3517 palavras | 15 páginas
  • Música - um recurso didático-metodológico para as aulas de língua portuguesa
    4893 palavras | 20 páginas
  • Teorias do curriculo
    3186 palavras | 13 páginas
  • Estágio 6° semestre unopar
    10238 palavras | 41 páginas
  • prova ensino religioso
    9446 palavras | 38 páginas
  • O campo e cidade e o ensino de geografia
    3336 palavras | 14 páginas
  • Gestão democrática na escola e as Relações Interpessoais
    6808 palavras | 28 páginas
  • A historia da educaçao fisica no brasil
    2295 palavras | 10 páginas