A revolução inglesa de 1640

4158 palavras 17 páginas
A REVOLUÇÃO INGLESA DE 1640 INTRODUÇÃO A Revolução Inglesa do século XVII é vista como a primeira manifestação grave da crise do Antigo Regime. A grande conseqüência do movimento foi a severa limitação ao poder monárquico e a consolidação dos ideais burgueses, através do Parlamentarismo, que perdura até os dias de hoje. A Inglaterra, no século XVII, às vésperas do movimento revolucionário, apresentava um extraordinário desenvolvimento econômico. O papel desempenhado pela monarquia inglesa, nesse processo, deve ser considerado como um elemento de relevante importância. Henrique VIII e Elizabeth I, reis ingleses, podem ser apontados como grandes encorajadores das práticas burguesas, uma vez que, durante o reinado de ambos, inúmeras …exibir mais conteúdo…
A burguesia inglesa, ou pelo menos a sua parcela mais poderosa, participava das companhias privilegiadas de comércio, que se enriqueciam com a exploração colonial e com a expansão do comércio inglês.Esta alta burguesia, intimamente ligada a gentry, durante o século XVI, participava da corte da Rainha Elizabeth e financiava as guerras da dinastia Tudor. A nova nobreza, além de se beneficiar com a apropriação das terras da Igreja, beneficiou-se também com os cercamentos, isto é, com a expulsão dos camponeses de suas terras, substituindo a agricultura pela rendosa criação de carneiros, fornecedora de matéria-prima (lã) para as manufaturas inglesas. A alta burguesia monopolista e a nova nobreza apoiavam o governo dos Tudor, que os favorecia. No século XVII, encontramos uma burguesia capitalista bastante desenvolvida. Mas o estado absolutista feudal era um obstáculo ao avanço do capitalismo como um todo, pois intervinha nas atividades econômicas, impedindo a livre concorrência. Esse Estado, que havia contribuindo para o evolucionismo da burguesia, tornou-se um empecilho a este desenvolvimento. A burguesia, que até 1588 lutara pela sua sobrevivência, aliada aos monarcas absolutistas, no século XVII lutara pelo poder político, o que implica a derrubada do Estado Absolutista. Dentro da burguesia, operou-se uma diferenciação. Com o surgimento da produção manufatureira, a média burguesia, que não

Relacionados

  • O mundo de ponta cabeça
    2233 palavras | 9 páginas
  • A REVOLUÇÃO INGLESA
    1719 palavras | 7 páginas
  • Oliver cromwell
    1541 palavras | 7 páginas
  • Revolução Francesa
    4331 palavras | 18 páginas
  • Revolução Inglesa
    1064 palavras | 5 páginas
  • Resenha Crítica do texto 'Uma Revolução Burguesa' HILL, Christopher
    1406 palavras | 6 páginas
  • ANTIGO REGIME E REVOLUÇÂO INGLESA
    1499 palavras | 6 páginas
  • Revolucoes burguesas
    1570 palavras | 7 páginas
  • Revolução e transformação social
    1254 palavras | 6 páginas