Apartheid

2230 palavras 9 páginas
Tema: Apartheid

Maputo, Agosto de 2013

1. Introdução

Apartheid (significa "vidas separadas" em africano) era um regime segregacionista que negava aos negros da África do Sul os direitos sociais, económicos e políticos.

No regime do apartheid o governo era controlado pelos brancos de origem europeia (holandeses e ingleses), que criavam leis e governavam apenas para os interesses dos brancos. Aos negros eram impostas várias leis, regras e sistemas de controlos sociais.

Este sistema vigorou até o ano de 1990, quando o presidente sul-africano tomou várias medidas e colocou fim ao apartheid. Entre estas medidas estava a libertação de Nelson Mandela,
…exibir mais conteúdo…
No entanto, apenas 8.500 pessoas foram presas. Em 1960, o então líder do ANC Albert Lutuli recebeu o Prêmio Nobel da Paz como chefe do movimento de resistência pacífica ao regime de apartheid. O protesto contra as Leis do Livre Trânsito, organizado pelo Congresso Pan-Africano, acabou descambando na tragédia de Sharpeville em 21 de Março de 1960. Enquanto uma multidão de manifestantes negros avançava em direção à delegacia de polícia local, os ânimos se acirraram e a polícia abriu fogo, matando 69 manifestantes e ferindo 180. Todas as vítimas eram negras. A maioria delas foi baleada nas costas. O Coronel J. Pienaar, oficial encarregado das forças policiais no dia, declarou que "hordas de nativos cercaram a delegacia. Meu carro foi acertado com uma pedra. Se fazem essas coisas, eles devem aprender a lição do modo difícil". O ANC considerou o massacre de Sharpeville um ponto decisivo. Nelson Mandela, alegando que o movimento de resistência pacífica falhara, afirmou que havia chegado o momento do ANC passar a adoptar a sabotagem. Na clandestinidade, criou o Umkhonto we Sizwe ("Lanceiro da Nação"), ala militar do ANC. Apesar de suas unidades terem detonado bombas nos edifícios do governo nos anos seguintes, o Umkhonto we Sizwe não ofereceu ameaça real ao Estado sul-africano, que tinha o monopólio de armamento moderno. O governo também endureceu sua posição. Desaprovado pela opinião mundial e diante de um boicote económico imposto pela

Relacionados

  • O Processo de Descolonização da África
    2018 palavras | 9 páginas
  • Apartheid-Geografia
    970 palavras | 4 páginas
  • Inclusão e exclusão digital
    1094 palavras | 5 páginas
  • Família Angolana
    2641 palavras | 11 páginas
  • Apartheid
    334 palavras | 2 páginas
  • sociologia
    3385 palavras | 14 páginas
  • O precesso de libertação da áfrica do sul
    2589 palavras | 11 páginas
  • Portfólio sobre o livro cry freedom
    1497 palavras | 6 páginas
  • Regionalização da África
    1772 palavras | 8 páginas
  • Trabalho africa do sul
    1868 palavras | 8 páginas