Brettton woods e o euromercado

1917 palavras 8 páginas
O Euromercado e o fim do sistema de Bretton Woods.
Carlos André Dicencia Amos
Eduardo Gama Tamburus
Lucas de Oliveira Cardoso

Campinas, Junho de 2009

Os acordos de Bretton Woods, assinados em 1944 por representantes de 44 países, tinham como principal objetivo proporcionar um ambiente monetário favorável a fim de facilitar o a retomada do comércio internacional após a segunda guerra mundial. Esses representantes tinham em mente o estabelecimento de novas regras de comércio, as quais os países pudessem negociar entre sí e confiar a uma nova agência internacional a autoridade de fazer cumprir tais regras.
No setor monetário, os acordos buscavam estabelecer certa estabilidade e flexibilidade. No final do século XIX e no início do
…exibir mais conteúdo…
O segundo fator diz respeito às conseqüências da guerra do Vietnã. Esta guerra adicionou bilhões de dólares ao déficit das contas americanas, além de causar uma crescente inflação ao país. O grande problema do caso americano foi a forma de financiamento da guerra: esta ocorreu através da emissão de moeda porém sem um aumento dos impostos, acarretando no aumento da demanda por produtos que já se encontravam escassos, forçando desta forma a um aumento dos preços.
O último fator que influenciou a perda do controle sobre a balança de pagamentos americana foi a política da Grande Sociedade. Tal política foi na verdade um conjunto de políticas realizadas pelo governo norte americano, nas quais os gastos governamentais eram expandidos para proporcionar uma melhor condição de vida à sua população, porém, esses aumentos eram realizados sem um aumento recíproco das arrecadações, caracterizando assim um déficit público. Este déficit irá, no futuro, gerar uma falsa interpretação de bem-estar para a população, e é a partir desse falso sentimento que vamos observar um aumento nas taxas de consumo. Segundo o conceito dos déficits gêmeos, esse aumento da demanda por mercadorias irá corresponder a um aumento nas importações, que por sua vez culminarão em mais um déficit, porém desta vez em um déficit comercial de caráter externo.
Entretanto, tal déficit não poderia continuar a existir. Em 1963 surgiu o Imposto de

Relacionados