Características da clientela: quem é o jovem e o adulto aprendiz

5077 palavras 21 páginas
CELF – CENTRO EDUCACIONAL
“ADEVALNI AZEVEDO”

BRUNA SALDANHA DIAS PEREIRA

E.J.A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

CARACTERÍSTICAS DA CLIENTELA: QUEM É O JOVEM E O ADULTO APRENDIZ

BARRA DE SÃO FRANCISCO
2012
BRUNA SALDANHA DIAS PEREIRA

E.J.A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

CARACTERÍSTICAS DA CLIENTELA: QUEM É O JOVEM E O ADULTO APRENDIZ

Trabalho apresentado ao CELF – Centro Educacional “Adevalni Azevedo” como requisito final da avaliação do curso de E.J.A. Educação de Jovens e Adultos. Orientado por Rosane Rocha.

BARRA DE SÃO FRANCISCO
2012
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO

A Educação de Jovens e Adultos - EJA é um
…exibir mais conteúdo…
Em muitos casos visa expandir as potencialidades de um indivíduo em uma ambiente empresarial, capacitando para que possa produzir com mais qualidade.
1.1 HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO BRASIL

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Brasil acompanha a história da educação, que por sua vez acompanha a história dos modelos econômicos e políticos. Os primeiros indícios da EJA no Brasil, ocorreram com o processo de colonização, onde os padres jesuítas voltavam-se para a catequização “instrução” de adultos e adolescentes nativos e colonizadores. Entretanto ao longo dos séculos não houve uma sistematização deste ensino, até o reconhecimento oficial do direito de jovens e adultos à educação, através do Decreto nº 19.513, de 25 de agosto de 1945. A partir de então, teve início a mobilização brasileira em favor da educação de jovens e adultos, vários projetos e campanhas surgiram com o intuito de alfabetizar as pessoas que não tiveram acesso à educação no período regular. Em 1947 o governo lançou a primeira campanha de Educação de Adultos, propondo: • Alfabetização dos adultos analfabetos do país em 3 meses; • Oferecimento de um curso primário em duas etapas de sete meses, • Capacitação

Relacionados

  • A aquisição da lingua brasileira de sinais (libras) pela familia do surdo
    16685 palavras | 67 páginas
  • Breve reflexão sobre o comportamento em sala de aula de alunos do curso técnico de enfermagem
    8162 palavras | 33 páginas
  • A importância do gestor educacional na instituição escolar
    10067 palavras | 41 páginas
  • Educação em saúde: enfermeiro como educador
    8398 palavras | 34 páginas
  • A influência dos novos meios de comunicação na educação
    13202 palavras | 53 páginas