Cativeiro da babilônia

1561 palavras 7 páginas
História Antiga I

Aluno: Rafael Augusto de Mattos Ferreira

Tema: O Cativeiro da Babilônia

Introdução

Após sua saída de Ur, na Mesopotâmia, em direção à Palestina (estreita faixa de terra cercada pela Fenícia, atual Líbano), os hebreus se dividiram em tribos formadas por clãs patriarcais que cultuavam a um único Deus, acreditando ser seu povo eleito, onde Deus escolheria determinados membros do grupo para que estes fizessem com que os planos divinos fossem cumpridos. Os clãs eram construídos pelo patriarca e pelos seus filhos e servos; praticavam uma economia baseada no pastoreio, que evoluiu para a agricultura graças à fertilidade das terras do norte e das zonas montanhosas do sul da Palestina. Os hebreus permaneceram por
…exibir mais conteúdo…
Outras obras de ou sobre o Exílio incluir as histórias em Daniel 1-6, Susanna, Bel e o Dragão, a "História dos Três Jovens" (1 Esdras 3:1-5:6), e os livros de Tobias e Livro de Judith.

Este período viu o último ponto alto da bíblica profecia na pessoa de Ezequiel, seguido pelo surgimento do papel central da Tora na vida judaica.

Esse processo coincidiu com o surgimento dos escribas e sábios como líderes judeus. Antes do exílio, o povo de Israel tinha sido organizado de acordo com a tribo, depois, eles foram organizados por clãs, apenas a tribo de Levi continua em seu "papel especial". Após este tempo, houve sempre números consideráveis de judeus que viviam fora de Israel, portanto, marca também o início da “diáspora judaica“. Na literatura rabínica, a Babilônia foi uma de uma série de metáforas para a diáspora judaica. Na maioria das vezes o termo "Babilônia" significava a diáspora antes da destruição do Segundo Templo. O termo pós-destruição para a diáspora judaica era "Roma” ou “Edom”.
[pic]
James Tissot, a fuga dos prisioneiros.
Conclusão
O Exílio marcou profundamente o povo de Israel, embora sua duração fosse relativamente pequena. De 587 a 538 a.C., Israel não conhecerá mais a independência. O reino do Norte já havia desaparecido em 722 a.C. com a

Relacionados

  • Babilonia
    3252 palavras | 14 páginas
  • 40 Reis
    5753 palavras | 24 páginas
  • A divisão do reino norte
    3297 palavras | 14 páginas
  • PROFETAS MAIORES
    2199 palavras | 9 páginas
  • REFUGIE-SE NO NOME DE JEOVÁ
    1279 palavras | 6 páginas
  • História do direito civilizações orientais
    4326 palavras | 18 páginas
  • Historia Antiga e Medieval Unid I Unip
    1254 palavras | 5 páginas
  • Conflitos entre reis, profetas e sacerdotes.
    1355 palavras | 6 páginas
  • Origem do povo hebreu
    3069 palavras | 13 páginas
  • Civilização hebraica
    2970 palavras | 12 páginas