Classificação da posse

801 palavras 4 páginas
CLASSIFICAÇÃO DA POSSE

(1) Posse direta e Posse Indireta: Posse direta ou imediata: É a posse natural (visibilidade de domínio). Posse indireta ou mediata: É uma ficção da lei para proteger o proprietário não-possuidor. Origem: A origem desta classificação encontra-se nos contratos pessoais e reais.

Exemplos: O usufrutuário é possuidor direto e o proprietário o indireto (contrato real); o locatário é possuidor direto e locador indireto (contrato pessoal).

Melhor possuidor: entre o possuidor direto e o indireto, o melhor possuidor é o direto, podendo defendê-la até mesmo contra o possuidor indireto. Entretanto, se o possuidor direto constituir-se de má fé não terá melhor posse que o indireto. Este desdobramento de
…exibir mais conteúdo…
Presunção de boa-fé: Há presunção de boa-fé para quem possua justo título (documento que seria hábil a transmitir o domínio se não existisse um vício impeditivo), salvo prova em contrário, ou quando a lei expressamente não admite esta presunção. Transformação da boa-fé em má-fé: A boa-fé deve existir durante todo o tempo em que a coisa esteja com o possuidor, caso contrário se transformará em má-fé. Assim, a partir do momento

Relacionados

  • Direito das coisas - espécies de posse
    4409 palavras | 18 páginas
  • Estelionato (art. 171 do cp), apropriação indébita (art. 168 do cp); e furto mediante fraude (art. 155, § 4.º, ii do cp)
    1502 palavras | 7 páginas
  • Natureza juridica da posse
    1162 palavras | 5 páginas
  • Mévio
    655 palavras | 3 páginas
  • EDITAL SISTEMATIZADO MAGISTRATURA FEDERAL
    4693 palavras | 19 páginas
  • RELAT RIO PLANO DE AULA ADAPTADA BOCHA BC 4
    1372 palavras | 6 páginas
  • Funções do armazem
    6225 palavras | 25 páginas
  • helena contratou joão renomado marceneiro para que confeccionasse e instalasse portas novas na entrada de seu apartamento no contrato ficou consignado que joão forneceria to
    2001 palavras | 8 páginas
  • Posse e propriedade
    998 palavras | 5 páginas
  • Classificação e efeitos dos contratos perante terceiros
    926 palavras | 4 páginas