DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO: NAVIOS EM ÁGUAS INTERIORES ESTRANGEIRAS

2488 palavras 10 páginas
FACULDADE PARAÍSO DO CEARÁ
Curso de Direito

GABRIELA COÊLHO MACHADO

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO: NAVIOS EM ÁGUAS INTERIORES ESTRANGEIRAS

Juazeiro do Norte-CE
2013

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO: NAVIOS EM ÁGUAS INTERIORES ESTRANGEIRAS

Sumário: .Conceito; 2.Classificação Espécies de Navios; 2.Navios de Guerra;
Navios Públicos Civis; 3. Navios Privados; 4. Navios Privados; 5. Nacionalidade;
6. Navios em Águas Interiores Estrangeiras; 6.1. Navios Privados; 6.2 Navios públicos; Conclusão; Referências.

CONCEITO

Não é uma missão muito fácil definir navios, por suas varias definições, até mesmo a convenções internacionais como as de Genebra, têm evitado entra no assunto. Para Celso de A. Mello a definição da Lei n.2.180, de 1954 é a mais satisfatória. “Considera-se embarcação mercante toda a construção utilizada como meio de transporte por águas e destinada à indústria da navegação, quaisquer que sejam as suas características e lugar de tráfego”. É importante a definição de navios dada às conseqüências que têm quando estiver em alto-mar ou em domínio estrangeiro. A legislação brasileira que define no (Decreto nº 15.788/22) Navios como sendo: “toda construção náutica destinada à navegação de longo curso, de grande ou pequena cabotagem, apropriada ao transporte marítimo ou fluvial”. Ainda assim os doutrinadores esqueceram a navegação lacustre. Isso acontece em quase toda definição, sempre

Relacionados

  • Direito Internacional Público - AS IV
    450 palavras | 2 páginas
  • Direito internacional público ead
    2350 palavras | 10 páginas
  • DIREITO INTERNACIONAL PUBLICO
    495 palavras | 3 páginas
  • Sujeito Direito internacional Público
    2738 palavras | 11 páginas
  • Direito Internacional Público
    4147 palavras | 17 páginas
  • direito internacional publico
    4173 palavras | 17 páginas
  • Direito público Internacional
    652 palavras | 3 páginas
  • Questionário direito internacional público
    1438 palavras | 6 páginas
  • Direito internacional publico
    2480 palavras | 10 páginas
  • Direito internacional publico
    1369 palavras | 6 páginas