Domesticação das espécies frutíferas cultivadas

4763 palavras 20 páginas
Domesticação das Espécies Frutíferas
Hudson de Oliveira Rabelo¹, Guilherme Matos Martins Diniz²

Resumo
A domesticação das espécies frutíferas advém de tempos antigos, e se mistura com a evolução do homem ao longo da história, que passou a manejar os recursos naturais a seu favor, abandonando a condição de nômade, se estabelecendo em locais fixos e cultivando seu próprio alimento. Um estudo minucioso das principais espécies frutíferas cultivadas atualmente permite a melhor compreensão dos processos de domesticação e disseminação destas culturas. Essas informações são de interesse dos programas de melhoramento, pois permite a identificação dos locais onde se possam buscar variedades crioulas, espécies silvestres e cultivares obsoletas
…exibir mais conteúdo…

Essas diferenças são devidas às alterações genéticas, que modificam as frequências alélicas e/ou criam novos alelos de um gene, através de mutação, hibridação interespecífica e poliploidia Bespalhok et al (2009). Atualmente, o homem desenvolve o trabalho de domesticação de forma científica, isto é, realiza melhoramento genético das espécies de interesse para chegar ao objetivo final de forma eficiente. O conhecimento das diferentes formas e interações de domesticação das espécies cultivadas permite, de acordo com Clement (2001), um eficiente planejamento da prospecção e amostragem desses recursos genéticos para fins de conservação de germoplasma e/ou sua utilização em programas de melhoramento vegetal. Entende-se então que a domesticação das espécies cultivadas ou manejadas é um tipo de evolução, só que dirigida pelo Homem, e que, na atualidade, com o nível de conhecimento e ferramentas avançadas, aquela denominação passou a ser chamada de melhoramento genético (Clement, 2001).

Origem das espécies Frutíferas Cultivadas

O estudo das origens das espécies cultivadas é considerado recente. A contribuição mais expressiva para esse conceito foi dada por Nikolai Ivanovich Vavilov (1887 – 1943), um biólogo russo diretor do Instituto de Investigações Científicas de Leningrado na Rússia entre os anos de 1916 a 1936 (BUENO, 2001). Demonstrou através da sua Teoria

Relacionados

  • Domesticação do milho
    1495 palavras | 7 páginas
  • Agronegocios - cadeia produtiva da laranja
    7676 palavras | 31 páginas
  • Apostila de História da gastronomia
    19142 palavras | 77 páginas