Estudo de caso: ortopedia

2444 palavras 10 páginas
1. INTRODUÇÃO

A ortopedia uma especialidade que exige aprimoramento constante e contínuo por parte dos profissionais que nela atuam, pois sua área de atuação é bem abrangente incluindo desde recém-nascido com pé boto até idosos com fraturas do colo do fêmur. O trauma ortopédico costuma ser frequentemente encontrado por enfermeiros que lidam com casos críticos em equipes de emergências; dessa forma são realizadas cirurgias tendo como meta a melhora da função por restaurar o movimento e a estabilidade e aliviar a dor e incapacidade sendo assim é de fundamental importância uma assistência pré-operatória adequada; e uma vez realizado o procedimento cirúrgico a equipe de enfermagem atuará no pós-operatório de modo a atender as necessidades do paciente, proporcionando conforto e, sobretudo reduzindo os riscos de complicações. A doença tromboembólica é uma das complicações mais comuns e mais perigosas que ocorrem no paciente ortopédico pós-operatório; onde o enfermeiro com cuidador direto e constante deve conhecer os achados anormais proporcionando uma assistência qualificada, outras complicações como embolia gordurosa requer alerta por parte do profissional, reconhecendo-a o mais precocemente possível. Percebemos no dia–a–dia, na assistência pós-operatória imediata, que a preocupação com a dor em paciente cirúrgico ortopédico está sempre presente, razão pela qual o enfermeiro deve estar alerta para o risco de um controle inadequado da dor, de forma a buscar estratégias que

Relacionados

  • Marchas
    2012 palavras | 9 páginas
  • LOMBALGIA E TRABALHO PESADO
    3806 palavras | 16 páginas
  • Coxartrose
    2496 palavras | 10 páginas
  • Material cirurgico
    9162 palavras | 37 páginas
  • Ortopedia e Traumatologia - Lombalgia
    3427 palavras | 14 páginas
  • Espondilolistese
    1407 palavras | 6 páginas
  • Radiologia
    862 palavras | 4 páginas
  • traumato ortopedia
    1862 palavras | 8 páginas
  • POS OPERATORIO DE OMBRO
    8764 palavras | 36 páginas